Com muita emoção, aconteceu o tributo a Jesse Torres

Com muita emoção, aconteceu o tributo a Jesse Torres

Artistas de vários gêneros musicais que tiveram a glória de dispor da amizade e do carinho encontrados na convivência com Jessé, se mobilizaram no sentido de homenageá-lo através de um tributo que foi capitaneado por Jeruílson, que foi uma espécie de padrinho artístico para Jessé e devidamente orquestrado pelo artista nato, Nilton Rocha, Pai do jovem músico, a quem ele atribuiu o nome em homenagem ao renomado cantor do início dos anos 80, nacionalmente conhecido pelos Hits, ‘Voa Liberdade’ e ‘Porto Solidão’.

Pairava no ar além do clima de saudade, uma densa névoa de harmonia e felicidade, emanadas com certeza pela presença iluminada de Jessé por toda área do ‘Coco Babaçu’, onde foi realizado o tributo.

Um dos pontos altos do tributo foi a performance ‘Voa Liberdade’ apresentada por Nida Azevedo Rosa,  que trabalhava com Jessé na equipe da casa de Guarumã.

“Karol e forrá na balada”, banda de jovens talentos que Jessé integrava e desenvolvia com muita dedicação o nível do grupo, se apresentou e foi um show à parte.

Outro momento recheado de emoção foi quando o pai, Nilton Rocha, pegou o violão com imenso trato e iniciou:

 …Eu recordo com felicidade

Dia mês e hora em que você nasceu

Você trouxe tanta alegria

Fruto do amor de sua mãe e eu

Meu filho, Deus que lhe proteja

E onde quer que esteja eu rezo por você

Eu adoro ver você sorrindo

Seu sorriso faz de tudo eu esquecer…

Neste momento as lágrimas tornaram-se incontidas nos olhos de todos os presentes, e subitamente correu um vento frio por toda extensão do local, fato que chamou atenção de todos, como se fosse uma perfeita presença do SOPRO DE DEUS.

 

Edição: Veja Timon

Via: Lucão / Portal O Dia

 

Comentar via FaceBook

Comentários

Deixe uma resposta