Detento morre na Casa de Custódia em Teresina

Detento morre na Casa de Custódia em Teresina

 

Na tarde deste domingo (8), a Secretaria de Justiça do Piauí divulgou nota informando que o preso encontrado morto na C não apresenta sinais de violência e a causa mais provável do seu falecimento é infarto.

Veja a nota na íntegra:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Sobre o detento Clemilton Carvalho de Sousa, encontrado morto na manhã deste domingo (8), no pavilhão I da Casa de Custódia, a Secretaria Estadual de Justiça esclarece que:

Clemilton passou mal por volta de 4 horas e foi encontrado morto pelos agentes penitenciários na manhã de hoje. A perícia e o IML (Instituto Médico Legal) foram acionados e, a princípio, a causa da morte apontada é infarto. Clemilton tinha 44 anos, era natural de Teresina e estava na unidade desde 17 de fevereiro de 2014. Não há suspeita de homicídio, e, em breve, o IML deve divulgar o laudo final. Não foram encontradas marcas de violência no corpo do detento. A Secretaria de Justiça, através do Serviço Social, está acompanhando a família e tomando todas as providências legais para garantir o sepultamento.

Os agentes penitenciários da Casa de Custódia confirmaram a morte do detento Clemilton Carvalho de Sousa. Ele foi encontrado já sem vida na manhã deste domingo (8), dentro do Pavilhão I do presídio, local onde são feitas as triagens. Segundo o presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários (Sinpoljuspi), Vilobaldo Carvalho, o preso sofria de problemas de coração e foi a segunda morte natural registrada na Casa de Custódia somente este ano.

O delegado Samuel Silveira, da Delegacia de Entorpecentes, confirmou ao Cidadeverde.com que todas as características vistas no corpo do detento indicavam que a causa da morte foi um infarto. “O laudo preliminar do IML [Instituto Médico Legal] apontou que a morte ocorreu por volta das 4h e agora serão feitos exames para comprovar o infarto”, completou o delegado. O corpo de Clemilton só foi encontrado nas primeiras horas desta manhã. Ele cumpria pena por roubo.

O Sindicato dos Agentes Penitenciários informou a morte de um presidiário no Pavilhão I da Penitenciária Casa de Custódia, em Teresina. A perícia está no local e até o momento não há informações sobre a causa da morte.

“Pode ter sido morte natural ou homicídio, mas acreditamos que foi natural porque o detento tinha problemas de coração e porque o Pavilhão I só tem três celas, não é muito numeroso”, explicou o presidente do sindicato, Volobaldo Carvalho.

O pavilhão onde o preso morreu é onde são feitos os procedimentos de triagem. Se o caso for de morte natural, é o segundo registrado em 2015. Em janeiro, um outro detento morreu durante um princípio de rebelião, vítima de uma úlcera.

 

Edição: Veja Timon

Imagem: Internet/Google

Via: Cidade Verde

Comentar via FaceBook

Comentários

Deixe uma resposta