Após sequestro-relâmpago, empresário é solto na BR 316 em Timon

Após sequestro-relâmpago empresário foi solto em uma estrada vicinal próximo a BR 316 em Timon

Após sequestro-relâmpago, empresário é solto na BR 316 em Timon
Tiro, foto de simulação

A BR 316 e suas estradas vicinais em Timon de algum tempo vem servindo de algumas rotas do crime, nos últimos anos foram registrados vários crimes cometidos nesta via importante que liga Timon para várias cidades do Maranhão.

Foi registrado na tarde desta quarta-feira (03/01), um sequestro-relâmpago, onde um empresário, que não quis se identificar, foi surpreendido na avenida Maranhão, no Centro de Teresina. Ele teve cerca de R$ 12 mil roubados pelos suspeitos do crime e foi abandonado em uma estrada vicinal próximo a BR 316 em Timon.

Segundo o empresário, o suspeito Jérisson Péron Bastos Costa, 25 anos, entrou em contato com ele, para comprar um celular que o empresário estava vendendo, através de um aplicativo e marcaram o encontro em frente ao Shopping da Cidade.

Veja Também:

“Ele veio, olhou o telefone, disse que ia atrás do dinheiro, quando voltou novamente fui até o carro dele para mostrar o telefone. Pediu pra eu colocar o chip no celular e nessa eu entrei no carro. Dois rapazes que estavam atrás me abordaram, um me imobilizou e o outro botou o revolver na minha cabeça e me sequestraram”, disse a vítima em entrevista à TV Cidade Verde.

A ação durou cerca de meia-hora e o empresário foi deixado pelo trio em uma estrada vicinal às margens da BR-316 em Timon, que liga a cidade no sentido de Caxias. “Eles levaram joias de cerca de R$ 8 e 9 mil, mais o telefone e dinheiro somando um prejuízo de R$ 12 mil”, acrescentou.

Jérisson Péron foi preso horas depois e com ele foram apreendidos alguns objetos, entre eles, a pulseira de ouro e cerca de R$ 2 mil do empresário, além de cordão de ouro e um celular que supostamente pertence a outras vítimas. O carro utilizado no rapto também foi recolhido.

Os comparsas

Os outros comparsas estão sendo procurados e foram identificados como Francisco Luan da Silva e Lorim. O chefe de investigação do 1º DP de Timon, Nonato Martins, informou que o Luan já é conhecido da polícia com passagens pelo 3º distrito, já o Lorim ainda está sendo identificado.

 

Edição: Veja Timon

Via: Cidade Verde.com

Comentar via FaceBook

Comentários

Deixe uma resposta