Indústrias fecham 2014 em queda de 3,2% em empregos

spot_img
Compartilhe:

industrias  Apesar da ligeira recuperação de 0,4% em dezembro do ano passado, em relação a novembro, na série livre de influências sazonais, o emprego no setor industrial fechou 2014 com queda acumulada de 3,2%. O resultado do último mês do ano interrompe uma sequência de oito meses consecutivos de resultados negativos.

Ao fechar com a taxa anualizada (acumulada dos últimos 12 meses) de 3,2%, o emprego na indústria manteve a trajetória descendente iniciada em setembro de 2013, quando a taxa de emprego ficou negativa em 1%. Os dados da Pesquisa Industrial Mensal, Emprego e Salário (Pimes) foram divulgados hoje (10), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e indicam que, na comparação com dezembro de 2013, o emprego no setor caiu 4% – o 39º resultado negativo consecutivo nessa comparação.

A queda de 4% em dezembro do ano passado, em relação a dezembro de 2013, reflete retração no emprego nos 14 locais pesquisados. O principal impacto negativo sobre a média global veio de São Paulo (-4,7%). Também registraram resultados negativos a Região Nordeste (-4,4%); Minas Gerais (-4,5%); regiões Norte e Centro-Oeste (-4,4%); o Rio Grande do Sul (-3,3%); o Paraná (-2,8%); e o Rio de Janeiro (-4%).

Por outro lado, os dados do IBGE indicam que, no acumulado dos 12 meses de 2014, a queda de 3,2% reflete resultados negativos em 13 dos 14 locais analisados e em 16 dos 18  setores avaliados. O principal impacto negativo no ano veio de São Paulo (-4,3%), seguido por Rio Grande do Sul (-4,2%), Paraná (-4,2%), Minas Gerais (-2,8%), Região Nordeste (-2,1%), Rio de Janeiro (-2,8%) e regiões Norte e Centro-Oeste (-1,7%). O estado de Pernambuco foi o único que teve ligeiro avanço (0,1%).

Setorialmente, ainda no índice acumulado do ano, as contribuições negativas mais relevantes para o emprego vieram de produtos de metal (-7,3%), meios de transporte (-5,4%), máquinas e equipamentos (-5,5%), máquinas e aparelhos eletroeletrônicos e de comunicações (-7,2%), calçados e couro (-8,0%), vestuário (-3,4%), outros produtos da indústria de transformação (-4,5%), têxteis (-4,4%), refino de petróleo e produção de álcool (-7,5%) e metalurgia básica (-4,1%).

Em dezembro último, o número de horas pagas aos trabalhadores da indústria, já descontadas as influências sazonais, teve variação negativa de 0,1%, na comparação com o mês imediatamente anterior. O resultado foi a oitava taxa negativa consecutiva, acumulando perda de 4,9% no período.

No índice acumulado de janeiro a dezembro de 2014, houve recuo de 3,9% no número de horas pagas, com 16 dos 18 setores pesquisados apontando redução. Os impactos negativos mais relevantes foram verificados nos ramos de produtos de metal (-8,5%), máquinas e equipamentos (-7%), meios de transporte (-6,2%), máquinas e aparelhos eletroeletrônicos e de comunicações (-8,7%), calçados e couro (-9,0%), vestuário (-3,8%), alimentos e bebidas (-1,1%).

Em dezembro, no entanto, o valor da folha de pagamento real dos trabalhadores da indústria, ajustado sazonalmente, avançou 1,9% frente ao mês imediatamente anterior, eliminando parte do recuo de 2,4% registrado em novembro último. Nesse mês verifica-se a influência positiva tanto da indústria de transformação (1,6%) quanto do setor extrativo (3,7%).

Apesar do avanço de dezembro, no índice acumulado de 2014, o valor da folha de pagamento real fechou negativo em 1,1%, com taxas negativas em 11 dos 14 locais pesquisados.

 

Edição: Veja Timon

Via: Agência Brasil

Compartilhe:
Veja Timonhttps://www.vejatimon.com
O Veja Timon foi desenvolvido para suprir os timonenses com informações de um modo geral, onde a política não venha ser o foco central. Um site diversificado e imparcial, trabalhamos para levar um conteúdo de relevância para cidade. Veja Timon - Junto Com o Povo

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Deputado Rafael anuncia adesão do advogado Hildembergue Cavalcante

Ele é irmão do candidato derrotado na recente eleição da OAB Timon. O deputado Rafael continua firme e em prospecção rumo à reeleição para o...

Construtora que recebeu imóvel doado da prefeitura tem “pano pras mangas”

Segundo informações, a beneficiária de dia ação milionária do município acaba de fazer um outro negócio milionário. Sabe aquela construtora que ganhou uma doação de...

Chapa 2 se apresenta como proposta para mudar a cara do Sinterpum em Timon

Membros da atual diretoria vêm se revezando no poder e domínio do sindicato, que tem algumas conquistas, mas a categoria precisa avançar, por isso...