Prefeita Dinair quer 7mi em empréstimo para “azeitar” máquina fiscal e arrochar contribuintes timonenses

spot_img
Compartilhe:
Dinair Veloso quer empréstimo para incrementar máquina e arrochar ainda mais os contribuintes timonenses.

A Prefeita Dinair Veloso, de Timon, quer autorização da Câmara para contrair empréstimo de 7 milhões de reais para “azeitar” a máquina fiscal, tributária e arrecadadora e “arrochar” ainda mais o contribuinte timonense.

A grosso modo é isso o que diz “mensagem de lei nº 015/2021 encaminhada à Câmara Municipal de Timon pela Prefeita Dinair para a abertura de crédito Adicional Especial no Orçamento do Município de Timon deste ano, para segundo, a lei, inclusão dos novos elementos de despesas necessárias para a implantação  das ações de modernização fiscal  e tributária, de acordo com o documento, previstas num tal de Programa Nacional de Apoio a Gestão Administrativa e Fiscal dos Municípios Brasileiros (PNAFM), que é usado como pano de fundo para justificar o aporte de recursos – por empréstimo -, diante de várias outras alternativas financeiras e fiscais já utilizadas pela gestão passada como forma de garantir equilíbrio das finanças municipais, mas o que se viu até aqui, é mesmo a irresponsabilidade e a falta de gestão e gerenciamento do recursos dos cofres das Prefeitura de Timon.

Esse empréstimo de 7 milhões de reais, até se justificaria, se durante a gestão passada, sob a alegativa de que o município estava endividado com a Previdência Social, a Câmara, por sua vez, não tivesse aprovado dois parcelamentos de dívida do Instituto de Previdência do Servidores Públicos de Timon (IPMT) nos valores de 14 e 68 milhões de reais. Além disso, basta observar que ainda na gestão do falecido diretor do órgão, Robson Parentes, na primeira gestão de Luciano Leitoa, o prefeito anunciava a recuperação do instituto com saldo de 28 milhões em caixa.

A Câmara, à despeito dos contribuintes timonenses, não pode mais dar carta branca para a atual gestão, haja vista que, tudo o que foi delegado àquele poder, teve apoio e aprovação dos vereadores, mas não surtiu efeito econômico para o município. Muito pelo contrário, Timon está atolado em dívidas impagáveis com salários atrasados do pessoal terceirizados, fornecedores, em débito com a folha referente ao mês de junho em alguns órgãos.

No começo da gestão de Dinair Veloso, em audiência para apresentação das metas fiscais, o governo anunciou, através de seus técnicos uma dívida pública de 192 milhões de reais demostrando que a gestão passada, apesar de todo o montante recebido, sendo que em 2020, ano em que se iniciou a pandemia, o munícipio com o fechamento de escolas, prédios públicos e outras atividades, teve uma economia substancial na área da Educação, por exemplo, com merenda escolar, energia e outros insumos, mas que até hoje ninguém sabe para onde foi esta economia.

Prefeita quer tirar dinheiro da cultura para criar orçamento para a Secretaria da Mulher

Em outra mensagem de lei, nº012/2021, a Prefeita Dinair quer autorização dos vereadores para remanejar orçamento da Fundação Cultural retirando Manutenção da Cultura Popular e Realização de Eventos, da fonte de recursos dos convênios ou contratos de repasses estaduais R$ 318 mil reais para serem usados como créditos orçamentários destinados às despesas da recém criada Secretaria Municipal de Politicas para as Mulheres, sendo que, no própria orçamento deste ano, a Câmara autorizou uma margem de  mais de 5 milhões que para que o município faça os devidos remanejamentos e atenda às despesas suplementares, como é o caso da secretaria sem que seja necessário retirar do orçamento da cultura timonense, já cambaleante, diante da pandemia, onde aos artistas reclamam que foram desamparados pelo município de Timon.

Vale lembrar que as duas mensagens da Prefeita Dinair Veloso, a primeira que pede por empréstimos e segunda que tira orçamento da cultura para coloca na Secretaria da Mulher, tramitam com pedido de urgência, que é quando os vereadores sequer tem tempo de ler os projetos, e às vezes, muitos alegam, que votam sem saber o que estão votando. Por isso, o blogdoribinha publica com exclusividade e em primeira mão as importantes informação, para que depois os vereadores daquela Augusta Casa não digam que não sabiam o que estavam votando.

Pois o eleitor e leitor já sabem!

Matérias relacionadas: Timon cria o Cira para recuperar receitas e agilizar a cobrança de débitos dos tributos municipais

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Morre “Flávio Jubileu” figura lendária de Timon

A deputada Socorro Waquim lamentou a morte de Flávio Jubileu. Após ter sido anunciada sua morte por várias vezes, realmente hoje, 27, foi anunciada e...

Em evento especial, Câmara de Timon debate sobre suicídio e violência contra a mulher

O evento foi organizado pela vereadora petista Da Luz do 7 Estrelas. Nesta terça-feira, 26, foi realizada na Câmara Municipal de Timon um evento para...

Adolescentes da Funac participarão de ação social na Casa do Idoso em Timon

Adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa no Centro Socioeducativo de Semiliberdade de Timon, unidade da Fundação da Criança e do Adolescente (Funac), participarão, nesta...