GeralTimon

Câmara de Timon realiza audiência com empresa Mega-On para tratar salários atrasados

A comissão avaliou a audiência pública como positiva

A Comissão de Educação, Cultura, Saúde, Assistência Social e Trabalho da Câmara Municipal de Timon realizou uma audiência pública na manhã desta quinta-feira, 05, onde foram convidados o presidente da empresa Mega-On Soluções LTDA-ME, Srº Gilberto Campelo, e a secretária municipal de Desenvolvimento Social (SEMDES), Srª Maria do Rosário Leal, para tratar de assuntos relacionados aos repasses financeiros feitos pela prefeitura de Timon à empresa Mega-On para o pagamento dos servidores terceirizados que prestam serviços no município.

Apesar de ter sido convidada, a secretária da SEMDES não compareceu à audiência pública. Por conta do não comparecimento da gestora, a Comissão deve aguardar até 48 horas por uma justificativa de sua ausência, além do posicionamento oficial da prefeitura sobre o atraso de salários dos servidores terceirizados. Mesmo com a ausência da secretária Maria do Rosário Leal, a Comissão realizou a audiência e avaliou o resultado como positivo.

A vereadora Cláudia Regina ressaltou que após a audiência pública ficou claro que o problema do atraso de salários em Timon é resultado da ausência de repasses da prefeitura à empresa contratante da mão de obra terceirizada. “Hoje a gente pode ter a convicção de que o problema está no poder público não está passando o recurso para a empresa, mas nós saímos daqui muito preocupados porque está sendo articulado uma nova empresa e aí como é que vai ficar a situação destes trabalhadores. Com os salários atrasados, com relação à questão das suas rescisões, será que vai acontecer a mesma problemática que aconteceu com a empresa Coopmar? Então ouvimos a empresa e agora aguardamos o posicionamento da prefeitura de Timon, com relação à questão da fome que já bateu na casa dos trabalhadores e trabalhadoras do nosso município”, destacou.

O presidente da Comissão, vereador Raimundo da Ração, afirmou que a audiência ocorreu dentro do esperado e que mesmo com a ausência da secretária da SEMDES o resultado foi positivo. “A reunião ocorreu dentro do esperado. A empresa está em débito com alguns servidores, mas o presidente da empresa, o senhor Gilberto afirmou que se a prefeitura estivesse com os repasses em dias, a Mega-On com certeza não estaria devendo nada a ninguém. E nos preocupa, pois soubemos que a empresa está saindo para vir outra e aí, nós como membros da Comissão, a professora Socorro, o vereador Juarez, nosso vice-presidente, que não pode vir hoje, além da vereadora professora Cláudia, temos essa preocupação, pois sabemos que as pessoas que estão sofrendo são aquelas que ganham menos. Mas estamos atentos e vamos continuar cobrando”, pontuou.

A vereadora professora Socorro Waquim destacou a importância dessas audiências públicas onde empresas e governo municipal são convocados para prestarem esclarecimentos. “Na medida em que a empresa se apresenta, já pela segunda vez, atendendo a convocação da Comissão, mas o governo não se apresenta, fica um lapso de informação, então lamentamos a ausência da secretaria de Assistência Social, de ela não ter estado aqui para também fazer os seus esclarecimentos”, afirmou.

Socorro Waquim ressaltou ainda que, “a gente sai, terminando uma audiência dessa, sem uma conclusão, sem uma solução, sem apontar realmente uma solução para o problema que é o pagamento dos servidores que está sendo reclamado insistentemente na cidade. O que ficou claro aqui foi que, se a prefeitura saldar todos os débitos que tem com a empresa, ela estaria com todos os salários em dia, em não acontecendo, a gente vê que, os repasses não são regulares, o que sufoca a empresa, sufoca os trabalhadores e trabalhadoras e estabelece o conflito da falta de pagamento na cidade”. A Comissão chegou à conclusão de que a empresa se mostrou disposta a solucionar a situação, de cumprir com as obrigações trabalhistas, porém, por não estar recebendo os repasses financeiros da prefeitura de Timon, não consegue honrar com os pagamentos dos terceirizados contratados.

Comentar via FaceBook

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.