Geral

Em cronologia bem detalhada, Uilma Resende mostra como agiram e agem os verdadeiros marchistas!!

O vereador esclareceu, com fatos, o motivo porque citou a frase distorcida pelos governistas como machista

Chamado por alguns governistas que lhe antecederam em discursos hoje, 24, na Câmara de Timon, o presidente Uilma Resende, ao usar a tribuna, fez uma cronologia do uso de frases machistas e pejorativas em anos que acompanhou o grupo politico dos Leitoas e que ninguém assim mesmo as classificaram como machistas e preconceituosas, mas antes disso, o vereador pedetista explicou o motivo pelo qual os vereadores governistas e pessoas ligadas ao governo resolveram lhe atacar, explicando o motivo pelo qual cunhou a frase: “Luciano Leitoa administra e Dinair tira fotos”.

Segundo o vereador, a prefeita Dinair Veloso foi a primeira a ser comunicada de sua intenção de ser candidato a presidência da Câmara e segundo o vereador, ao comunicar à prefeita, ouvi dela que “tudo bem”, “mas que ele teria que falar com Luciano Leitoa”. Daí, segundo o vereador, o  que se seguiu, foi todo o ato de discussão sobre a eleição da mesa foi presidido por Luciano Leitoa, inclusive a decisão de excluí-lo do grupo. Portanto, a minha frase é em razão desses fatos, pois nunca tive a intenção de jogar alguma sombra sobre a competência da Prefeita Dinair para diminuir seu espaço como mulher, que por outras oportunidades havia elogiado sua capacidade de gestão, portanto, nada a ver com preconceito ou machismo de minha parte, esclareceu Uilma Resende.

O presidente citou, como exemplo, e reforçando seu discurso, os projetos de sua autoria aprovados em função de apoio às causas e direitos das mulheres timonenses como o que obriga matrícula em escola do município de filhos de mulheres que sofreram violência física; projeto contra o assédio de mulheres em transporte público, disse o vereador afirmando que: “desafio esses que me chamaram de machista – que os líderes que vocês seguem, que eu também já segui -, foram deputado estadual e federal, se eles tiveram um projeto – qualquer um na câmara ou na assembleia -, em defesa da mulher, eu renuncio do meu mandato e vou embora de Timon”, desafiou Uilma.

Em seguida Uilma falou dos inúmeros ataques proferidos pelo “líder” dos Leitoas às mulheres, que durante a vida pública foram suas adversárias. O presidente da Casa enumerou frases e apelidos grosseiros, preconceituosos e machista desferidos por ele contra as mulheres, mas que mesmo assim nunca foram taxados como tal.

…É uma visão de quem sabe, de quem viveu, de quem sabe como as coisas acontecem, porque eu sei como aconteceu no passado, pois relatei aqui, acontece agora, e inclusive já posso até prevê como acontecerá no futuro…disse Uilma Resende sobre a atitudes dos chamados líderes ou líder contra as mulheres timonenses. Veja o vídeo.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.