Geral

Fisiculturista morre de câncer no fígado

Tempo de Leitura: 2 minutos

fisioculturista-morre-de-cancer-no-figado-veja-imagem-de-antes-e-depois  A busca pelo corpo perfeito fez com que Dean Wharmby, 39 anos, apostasse em uma dieta com a ingestão de 10 mil calorias ao dia. Hambúrgueres, pizzas, bacon e as mais variadas bebidas energéticas faziam partem do cardápio do personal trainer. Porém, a dieta arriscada fez com que o fisiculturista tivesse o efeito contrário.

De musculoso e saudável, Dean tornou-se um homem doente em estado terminal. O fisiculturista morreu de câncer no fígado esta semana e antes de partir, admitiu que a alimentação pode ter sido a grande responsável pela doença.

Pelo Facebook, o personal compartilhava a luta contra a doença com mais de 10 mil seguidores. Em vídeos e mensagens, se mostrava otimista com a opção de combater o câncer utilizando a medicina natural, junto com uma alimentação que incluía vitaminas, comidas sem açúcar e nenhuma carne.

Durante o tratamento, a esposa de Dean, Charlotte, ficou responsável por atualizar as notícias sobre o quadro de saúde do marido.

“Enquanto outras pessoas desmoronam, ele mantinha um sorriso no rosto. Ele tinha crenças muito fortes, e sei que, agora, ele está livre do sofrimento”, disse Charlotte.

A doença foi diagnosticada em 2010 e o personal trainer entendeu que sua dieta baseada em altas doses de proteína poderia ter relação com a doença. Na época, ele escreveu sua opinião na rede social.

“Foi porque eu estava tentando ficar o maior que pudesse. Não temos como ter certeza, mas coisas como energéticos são fatores que devem ter contribuído. A carne vermelha também. Acho que foi uma combinação de tudo”.

Dean foi fisiculturista durante 20 anos e chegou a admitir que tomou esteroides para aumentar o corpo, justificando a atitude ao dizer que “todo mundo fazia”.

No entanto, o fisiculturista desistiu dos anabolizantes assim que virou personal trainer.

Além dos alimentos clássicos de quem quer ficar musculoso, como shakes de proteína, ovos, frangos e batata doce, Dean também consumia grandes quantidades de pizzas, sanduíches e lanches gordurosos.

Dean recusou tratamentos como quimioterapia e um transplante de fígado, apostando na medicina natural.

“Recusei logo de cara, e a maior razão para isso foi porque eu queria viver, e não morrer”, explicou o motivo.

A escolha de Dean funcionou durante um ano e o seu tumor desapareceu com a medicina natural. Mas ao voltar para a antiga dieta, ele se sentiu mal em 2013 e precisou ser internado novamente. O câncer já estava grande demais para ser operado e tudo que restava à família era esperar. No último domingo (19), a mulher do personal trainer informou no Facebook a morte do marido:

“Ele agora está bem, livre de toda a doença e da dor, e viverá perfeitamente e de maneira pura, para todo o sempre”.

fisioculturista-morre-de-cancer-no-figado-veja-imagem-de-antes-e-depois

 

Edição: Veja Timon

Via: R7

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.