Geral

Luciano Leitoa tenta expor Uilma Resende nas redes sociais, mas “o tiro saiu pela culatra”

Com as postagens atuais, o ex-prefeito acabou se desnudando da face do deboche: "tal pai, tal filho".

Ao tentar expor o atual presidente da Câmara Uilma Resende em seu trabalho árduo, sol a sol pedindo votos para o grupo em eleições, passadas, ainda um moleque, o ex-prefeito Luciano Leitoa ganhou a simpatia somente daqueles que tem uma sinecura na Prefeitura de Timon, nem aqueles colocados por ele, e que sofreram as mais horrendas humilhações como desconto nos salários e pressão politica por todos os lados, resolveram se manifestar na postagem, em que Uilma Resende, aparece levantando a bandeira numa das campanhas a deputado estadual do ex-prefeito de Timon Chico Leitoa, em cidades do interior do Maranhão. “Chico Leitoa, moço, não esqueça de mim, eu tô trabalhando viu”. Na eleição seguinte, Uilma Resende, apurou o blog, não fazia mais campanhas a pé pelas ruas, andava numa kombi. Chico entendeu o recado e não esqueceu do jovem.

Mas o ponto que queremos tocar é exatamente no discurso de Uilma Resende na última quarta-feira, onde o parlamentar teceu comentários desnudando um líder que todos conhecem, mas poucos têm a coragem de mostrar como ele é mesmo, isso coube a um aliado ou ex-aliado bem próximo.

Uilma usou toda sua informação à cerca de quem é o ex-prefeito e como agiu e age para se defender das acusações feitas pelos governistas de que é machista e preconceituoso, ao declarar que “Luciano Leitoa administra e Dinar tira fotos”.

Mas veio do ex-prefeito, filho de Chico, Luciano Leitoa o sentido de desmoralizar Uilma Resende e ele começou com a postagem da foto de um jaboti em sua rede social e depois com dizeres, parafrazeando Ulysses Guimaãres que enxertava o animal para trazer para os assuntos políticos, mas que o ex-prefeito denotou:  “Ulysses Guimarães, que gostava de repeti-lo: “Jabuti não sobe em árvore: se ele está lá, foi enchente ou mão de gente., Isso é usado na politica para nominar pessoas que não tem força e nem desenvoltura politica para se eleger. Mas ao contrário, a postagem soou como um tiro no pé para o ex-prefeito. (A quem diga que a postagem não é endereçada a Uilma e sim ao deputado Rafael Leitoa).

E quem sabe da trajetória politica do ex-prefeito Luciano Leitoa lembra que  sua primeira eleição foi com 22 anos de idade e para elegê-lo deputado federal, o pai que era prefeito de Timon à época, fez um esforço enorme para colocar “o leitoinha em cima de árvore”, que talvez por isso, ainda não se sabe o certo, a Prefeitura de Timon vem acumulando uma dívida milionária rolando há décadas e que, por último, a atual gestão, através de seu staff financeiro, declarou que o débito da gestão atual vem se somando aos anos das gestões passadas incluindo aí a do ex-prefeito Chico Leitoa e de seu filho Luciano Leitoa, que soma a cifra de 100 milhões de reais da dívida.

Em uma postagem neste espaço definimos os dois ex-gestores numa comparação: “tal pai, tal filho”, na época, falávamos dos processos que tramitam na justiça e com sentença de que o ex-prefeito Luciano Leitoa está condenado a perda dos direitos políticos, assim como seu pai o ex-prefeito Chico Leitoa também cumpriu sentença de afastamento e distanciamento dos cofres públicos. Na época, um aliado próximo aos ex-prefeitos, retrucou com este jornalista afirmando para que não fizesse esse tipo de comparação entre os dois, pois disse o aliado: “não faça essa comparação, o pai tem um bom coração”. Os tempos passaram, e acho até que o aliado tinha razão quando falou da bondade no coração do pai, mas no que diz respeito ao deboche, e agora vendo o que o filho anda fazendo nas redes sociais, é lógico dizer que “tal pai, tal filho”: um na era analógica e o outro na era digital e em tempo real.

Alguém tem dúvida na similaridade?

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.