GeralTeresina

“Marcas da Alegria” vai conscientizar foliões sobre violência de gênero no Corso de Teresina

Ação é promovida pela Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (SMPM)

A Campanha “Marcas da Alegria”, que visa o enfrentamento à violência de gênero, realiza mais uma das suas atividades no Corso de Teresina, que acontece sábado (15), no Complexo Cultural da Ponte Estaiada. Ação é promovida pela Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (SMPM) e a meta é entregar 15.000 mil materiais informativos com mensagem de conscientização para um carnaval com mais respeito às mulheres.

Segundo levantamento realizado pela SMPM, foram distribuídos no ano de 2019 cerca de 13.000 materiais informativos durante toda a campanha. “Desde 2014 que realizamos a campanha Marcas da Alegria. É importante destacar que a cada ano ela vai aumentando, tudo isso é reflexo de um trabalho que vem dando certo. É uma campanha muito relevante por divulgar mecanismos de apoio às mulheres que sofreram os diversos tipos de violência de gênero”, afirma a gerente de Enfrentamento à Violência da SMPM, Lidiane Oliveira.

Este ano, a campanha esteve nas prévias de Carnaval do The Vejo na Ponte, Escolha do Rei e Rainha de Carnaval e Concurso de Marchinhas. Após as prévias, as atividades da campanha marcarão presença também em blocos do próprio Carnaval, como o tradicional Bloco do Paçoca, no bairro Saci, que acontece no domingo de Carnaval (23).

“Queremos um carnaval com respeito à diversidade, às mulheres e a todas as pessoas. Fizemos essa parceria com a SMPM justamente para levar essa informação de empoderamento e respeito às mulheres em locais públicos. No carnaval tem muito assédio, as pessoas não respeitam o limite do outro, não queremos isso no nosso bloco”, enfatizou Júnior Messias, Coordenador do Bloco Paçoca.

A Campanha “Marcas da Alegria” é uma iniciativa da SMPM em parceria com a Secretaria Municipal da Juventude (SEMJUV), Fundação Cultural Monsenhor Chaves (FCMC) e Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres (CMDM).

Comentar via FaceBook

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.