GeralTeresina

Moradores em situação de rua em Teresina recebem doação de máscaras caseiras

Os profissionais da microempresa de artesanato conhecida como “Cruzartes” fizeram as doações

Os moradores em situação de rua que estão alojados desde o dia 10 de abril no Estádio Municipal Lindolfo Monteiro receberam na manhã desta quinta-feira (07) a doação de 35 máscaras personalizadas caseiras para prevenir contra a Covid-19.

Os profissionais da microempresa de artesanato conhecida como “Cruzartes” fizeram as doações, explicaram sobre a importância das máscaras, que precisam cobrir a boca e nariz e que estejam bem ajustadas ao rosto, sem deixar espaços nas laterais para evitar a possibilidade de contaminação.

O secretário municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas, Samuel Silveira, informou que diversos grupos independentes estão se colocando à disposição para realizar alguma atividade lúdica e de conscientização com a população em situação de rua durante esse período de necessidade de isolamento social.

“Hoje nós estamos acolhendo 35 moradores em situação de rua, mas a nossa meta é chegar ao número de 70 pessoas. Eles estão recebendo por parte dos assistentes sociais todas as refeições necessárias do dia e o atendimento constante de uma equipe da área da saúde do município. A doação das máscaras faz parte do trabalho preventivo que as nossas equipes e colaboradores estão promovendo em favor da higienização pessoal e de prevenção contra a propagação do vírus. Os produtos doados atendem as especificações do Ministério da Saúde”, explicou o secretário.

Além das doações para as medidas protetivas contra o coronavírus, os moradores em situação de rua estão participando de diversas atividades religiosas, esportivas e de entretenimento que possuem o caráter de informar sobre as mudanças ocorridas na sociedade devido à pandemia.

“Várias dinâmicas, gincanas e palestras estão sendo realizadas para que eles tenham a capacidade de enxergar o seu potencial e mude a realidade em que estão inseridos. Nosso objetivo é que cada um encontre uma nova forma de viver durante e após esse momento de isolamento social”, disse Edson Araújo, coordenador da Casa do Caminho.

A estrutura montada pela Semcaspi no Estádio Lindolfo Monteiro conta com alojamentos, refeitório, estande para atendimento em saúde, banheiros e estande administrativo. Os alojamentos estão separados em alas feminino, masculino e para pessoas idosas. Ao todo, 70 vagas foram disponibilizadas no abrigo.

A Prefeitura atende a população em situação de rua através de vários projetos da Assistência Social e Saúde, por meio do Albergue Casa do Caminho, Centro Pop e o Consultório na Rua, que percorre a cidade levando profissionais de saúde até eles. Com a disseminação da Covid-19, a intenção da Prefeitura é que essa população permaneça em um espaço amplo, com o distanciamento adequado, atendimento, estrutura e segurança para conviver de forma saudável.

Comentar via FaceBook

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.