Blog do RibinhaGeral

Obra polêmica: Moradores da Guarita fazem manifestação e denunciam empresa por descarte de material em lugar impróprio

Eles não querem a instalação da Estação Elevatória no bairro. Procurada, a empresa, não prestou os esclarecimentos

Atualizada com nota da empresa Águas de Timon às 13h12.

Empresa diz que discarte de material de construção foi feito por empresa terceirizada

A Águas de Timon deu início em maio às obras de esgotamento sanitário na cidade. Para construir a Estação Elevatória de Esgoto (EEE), a concessionária realizou a demolição da antiga Central de Flagrantes. Para isso, contratou uma empresa terceira especializada no serviço. A demolição e o descarte de materiais foram realizados ainda no mês passado, seguindo a legislação vigente. Faz parte da política da Águas de Timon a realização do descarte correto dos resíduos sólidos, em respeito ao meio ambiente.

A Estação Elevatória será construída na Avenida Carlos Jansen, bairro Parque Piauí. Esse local foi escolhido por meio de um estudo técnico de topografia, pois é a posição mais baixa da cidade. Assim, a rede consegue transportar o efluente por pressurização até a ETE.

Com o esgotamento sanitário, a cidade terá uma nova realidade, sem esgotos a céu aberto, como existem hoje em dia. Com a iniciativa, a cobertura de esgoto no município saltará de 3% para 33% em apenas um ano, transformando Timon em uma das cidades mais saneadas do estado do Maranhão.

Em caso de dúvidas da população, a Águas de Timon está disponível 24 horas por dia, por meio do 0800 595 8888 ou WhatsApp (86) 98166-8888.

Os moradores e comerciantes do bairro Guarita de Timon, que está envolto a polêmica de sediar a construção da Estação Elevatória do Sistema de Esgotamento Sanitário de Timon, fizeram ontem, 10, mais uma manifestação no local, antiga sede da Central de Flagrantes, na Avenida Francisco Carlos Jansen. Eles temem que a instalação venha causar um impacto negativo para as pessoas e comércio.

Em conversa, via whatsapp, com Uanderson de Sousa, líder comunitário, além de serem contra a instalação da estação no local, ele denunciou que a empresa responsável pela obra, Águas de Timon, vem cometendo irregularidades.

O blogdoribinha entrou em contato, através da assessoria de comunicação, com a empresa Águas de Timon, e, embora tenho sido acertado o envio de Nota de Esclarecimento, até o final da edição desta postagem, não recebemos. Continua o espaço aberto para a empresa.

Uanderson, acompanhado de outros moradores, estiveram no local, onde supostamente, a empresa estaria descartando o entulho de obra de forma irregular. Eles  fizeram um vídeo e apresentaram aos representantes da Águas de Timon: “Sobre o entulho, a Águas de Timon disse que esse entulho na faz parte do entulho do prédio demolido, mas sabemos que é, pois fizemos a comparação com o entulho que também foi jogado aqui na Guarita e por volta das 17hs de ontem, 10, os representantes da Água de Timon compareceram ao bairro e os levamos até um local que tinha entulho para fazer a comparação e assim constataram a veracidade dos fatos, os mesmos disseram que iriam tomar as providências cabíveis”, disse o líder comunitário.

“Sobre a Prefeita Dinair Veloso, ela esteve visitando o Centro de Artesanato no dia 26/05/2021, onde foi acordado entre as partes, que iriam conseguir um local para os ARTESÃOS trabalharem, devido a construção da obra, após isso nunca mais tivermos um retorno em nenhuma das tentativas retorno e os artesãos estão sem local para trabalhar sendo pressionados a cada dia para retirar seus materiais de trabalho, pontou Uanderson.

Durante a manifestação de ontem, disse: “Nós não aceitamos essa obra em nosso bairro, o local onde está sendo construída a estação elevatória é rodeado de casas e pontos comerciais há muito anos que lutamos por uma melhoria no nosso bairro e nunca fomos atendidos, o poder público nunca olhou para o bairro Guarita, somos tratados como se não fizéssemos parte de TIMON”.

“Os artesões trabalham em barracos improvisados totalmente impróprio devido à falta de oficinas e espaço para trabalho, isso também causa transtorno para os moradores que residem próximo, pois sofrem diariamente com as sujeiras, poeiras, madeiras em meio as ruas e o barulho incessante dos motores”.

“Esperávamos que a Prefeita tivesse a sensibilidade e consciência em entender as nossas reivindicações, o lote que foi doar para Águas de Timon poderia ser feito diversas outras obras para a comunidade do bairro, não temos quadra de esportes, praças, creche, posto de saúde, local para lazer, não temos sequer a limpeza das ruas”.

“E o que estamos recebendo é uma estação elevatória de esgoto”, finalizou Uanderson.

Artigos relacionados

1 pensou em “Obra polêmica: Moradores da Guarita fazem manifestação e denunciam empresa por descarte de material em lugar impróprio”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.