Blog do RibinhaGeral

PM e PF queimam roça com 35 mil pés de maconha na cidade de Caxias

No local havia estrutura para cultivo e processamento da canabis

A POLÍCIA MILITAR DO MARANHÃO, ATRAVÉS DA DIRETORIA DE INTELIGÊNCIA E ASSUNTOS ESTRATÉGICOS (DIAE), EM OPERAÇÃO CONJUNTA COM POLÍCIA FEDERAL INCINERARAM, APROXIMADAMENTE 35.700 PÉS DE CANNABIS SATIVA, ASSIM COMO 400KG DE ENTORPECENTES JÁ PROCESSADOS E PRONTOS PARA COMERCIALIZAÇÃO EM POVOADO NA CIDADE DE CAXIAS.

Após denúncias recebidas pelo Comando do 2º Batalhão da Polícia Militar do Maranhão, localizado na cidade de Caxias-MA, estas foram repassadas à DIRETORIA DE INTELIGENCIA E ASSUNTOS ESTRATÉGICOS da PMMA (DIAE), sobre a possível localização de uma plantação (cultivo e processamento) de maconha na Zona Rural de Caxias, precisamente no Povoado Santa Quitéria.
A partir dos dados recebidos, por determinação do Secretário de Segurança Jefferson Portela e do Comandante Geral da PMMA, Coronel Pedro Ribeiro, foi realizado planejamento para atuação da Polícia Militar, onde a Equipe da DIAE em conjunto com a Equipe da Polícia Federal de Caxias, realizou levantamento no intuito de confirmar a veracidade dos fatos denunciados.
Após os levantamentos realizados pelas Equipes de Inteligência (DIAE e PF) passou-se a fase do planejamento estratégico da ação, sendo desencadeada a operação conjunta entre a DIAE/PMMA e o Núcleo de Inteligência da Polícia Federal, com efetivo de 08 Policiais Militares, 08 agentes da Polícia Federal, juntamente com auxílio de peritos da PF.
Como resultado da *Operação Conjunta, logrou-se êxito na missão, tendo sido preso o nacional C. J. S., aprendida uma espingarda calibre 12, com munição de mesmo calibre, a localização e incineração de aproximadamente 35.700 (trinta e cinco mil e setecentos) pés de Cannabis sativa, assim como 400 kg (quatrocentos quilos) de entorpecentes já processados e prontos para a comercialização (maconha já seca) e vasta quantidade de sementes.*

Com grande infraestrutura, a propriedade continha uma casa e 3 pontos de apoio para trabalhadores com farta quantidade de alimentação. A plantação, dividida em três áreas espalhadas pelo terreno de aproximadamente de 35 hectares, possuía irrigação automatizada, poço tubular e grandes tanques de depósito para água, assim como fertilizantes e inseticidas para manutenção do plantio.

Ressalta se que as operações de combate ao tráfico de entorpecentes fazem parte da estratégia desenvolvida pelo Secretário de Segurança, Sr. Jefferson Portela e o Comandante da Polícia Militar o Cel. QOPM Pedro Ribeiro, visando à diminuição das ações criminosas no Estado do Maranhão.

Assim PM.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.