Blog do RibinhaGeral

Prefeito Luciano cria comitê de crise no dia em que greve dá sinais de que está chegando ao fim

Imagem de Luciano Leitoa
Luciano Leitoa cria comitê por causa da greve dos caminhoneiros, que acaba hoje

Somente hoje, 29, após nove dias de greve dos caminhoneiros em todo o país e com praticamente um desfecho para o final do movimento que abalou o Brasil, que o prefeito Luciano Leitoa, de Timon, assina decreto de criação de um gabinete de crise para avaliar as “possíveis consequências sobre a prestação de serviços pelo município de Timon-MA, notadamente os serviços essenciais à população, em decorrência da paralisação dos caminhoneiros, que alcança todo o território nacional, iniciada em 21 de maio de 2018, prolongando-se, ainda, por tempo indeterminado, afetando sobremaneira o abastecimento de bens indispensáveis à manutenção de serviços públicos essenciais”, diz o decreto assinado pelo prefeito Luciano Leitoa.

Hoje, 29, no dia em que foi publicado o decreto, em várias estados a situação tende à normalidade e verdade que em alguns lugares, a situação ainda é crítica, mas não é caso de Timon, que volta a normalidade no abastecimento de combustíveis com alguns postos recebendo o produto e a cidade não manifestou sinais de desabastecimento em outros setores.

Ainda segundo o decreto do prefeito, “o Comitê detém a atribuição de monitorar a manutenção da regularidade dos serviços essenciais pela Administração Municipal, obtendo as informações necessárias a subsidiar a tomada de decisões quanto às medidas preventivas ou reparadoras, administrativas e judiciais, necessárias à manutenção ou restauração dos serviços públicos essenciais à população timonense. § 2º. Em caso de agravamento da crise, que comprometa a prestação de serviços essenciais, especialmente nas áreas de limpeza urbana, saúde, assistência social, defesa civil e educação, incumbirá ao Comitê deliberar quanto à decretação de estado de emergência ou calamidade pública, conforme o grau de afetação dos serviços públicos essenciais”.

Comentar via FaceBook

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.