Blog do RibinhaGeral

Prefeitura de Timon tem dívida de mais de 2 milhões na Secretaria de Administração com os terceirizados

De acordo com levantamento, a prefeita tem pago mais as dívidas do ex-prefeito que suas próprias dívidas

Enquanto que na Secretaria de Educação a Mega On, empresa de serviços terceirizados contratada pela Prefeitura de Timon desde 2015, recebeu 15 milhões de reais, entre os anos de 2020 e 2021, em despesas com a folha dos terceirizados, na Secretaria de Administração, a empresa tem a receber um dívida milionária em torno de mais de 2 milhões de reais em despesas de restos a pagar, do exercício anterior quando ainda era prefeito Luciano Leitoa e da atual gestão que já deve duas folhas de pagamento aos terceirizados.

De acordo com levantamento feito pelo blogdoribinha tomando como base informações publicadas no portal da transparência, em 2020, de um contrato total de 2 milhões e 716 mil reais, a Seag pagou, de julho a outubro 1 milhão e 67 mil reais e empenhou. No mesmo ano, a Secretaria pagou um valor de 1 milhão 670 mil reais referente a restos a pagar, ou seja, do folhas de pagamento dos terceirizados em atraso. Os pagamentos foram executados de janeiro a julho na rubrica.

Em 2021, a prefeita pagou do atual contrato com a Mega On somente 173 mil reais e do contrato referente à gestão passada, Dinair pagou 332 mil reais
A prefeita de Timon está deixando de colocar a folha de pagamento em dia no seu governo para pagar folhas em atraso do ex-prefeito.

Ainda segundo os dados levantados pelo blog, foi empenhado em resto a pagar a serem saldados em 2021, primeiro ano da gestão da prefeita Dinair Veloso um valor de 1 milhão 874 mil reais. Deste valor, a atual gestão pagou no mês de fevereiro 332 mil reais e para o atual exercício, ou seja, folhas de pagamento da Mega On com a Secretaria de Administração em 2021, foram empenhados o valor de 1 milhão e 700 mil reais e deste valor empenhado, a prefeita Dinair pagou 173 reais no último dia 12 de março.

O que se constata diante das informações é que nem todo pagamento recebido pelo empresa foi repassado para o servidor terceirizado, que reclama de folhas em atraso, não recebimento do PIS e outros benefícios não estão sendo informados às instituições financeiras onde os servidores deveriam receber.

Outra constatação é a de que a prefeita tem pago caro pela herança maldita de salários atrasados não pagos pelo ex-gestor. Enquanto, no exercício atual Dinair não consegue pagar as folhas do atual governo, existe um dispêndio maior de recursos para o pagamento de folhas atrasadas.

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.