Blog do RibinhaGeral

Secretária de Educação põe a culpa de atrasos de salários e corrupção no transporte escolar nas empresas contratadas

Dona Sebastiana saiu com evasivas e não esclareceu nada

0Dona Sebastiana Veloso, secretária de Educação de Timon, atendeu hoje, 14, à convocação da Comissão de Educação da Câmara, mas apesar disso, não prestou os esclarecimentos devidos à comissão e, ao contrário, transferiu as mazelas e descasos administrativos da pasta que administra para empresas contratadas pela Semed.

Segundo Sebastiana, na secretaria não existe salários atrasados e que os terceirizados não são de sua responsabilidade e sim da Mega On, empresa contratada pela gestão Leitoa para administrar folhas de pagamentos de vigias, merendeiras, motoristas e zeladoras, que estão com mais de três meses de salários atrasados.

Quanto ao processo investigação da Justiça Federal, que tem como réu o prefeito Luciano Leitoa, que está com os bens indisponíveis por conta de desvio de mais de 4 milhões do Fundef, destinados ao transporte escolar, Dona Sebastiana disse que a culpa é da empresa LC  Transportes.

“Serviços profissionais”

Quanto à servidora Lana Mara Costa Sousa, que aparece no inquérito do MPF, respondendo questionamento do vereador Antunes Macedo, sobre sua função na Secretaria de Educação, segundo aponta inquérito que apura desvio de recursos do transporte escolar, Dona Sebastiana disse que Lana foi contratada por seus “serviços profissionais” como nutricionista, mas se engasgou e pediu água quando o vereador perguntou se a secretária sabia que a servidora era esposa do Luiz Carlos Magno, apontado, pelo Ministério Público Federal, como o chefe da quadrilha que surrupiou recursos do transporte escolar no Piauí e Maranhã, inclusive em Timon.

Perguntada pelo presidente da Comissão, Raimundo da Ração por que escolas do município ainda funcionam com o professor sendo vigia, merendeiro e zelador, a secretária disse que até o dia 25 deste mês toda situação estará regularizada. Ela negou que o professor exerça as quatro funções ao mesmo tempo.

Para os membros da comissão, a ida da secretária, jamais vista na gestão pública, tem sentido relevante para a Comissão de Educação, e a convocação de Dona Sebastiana atendeu às negativas por parte do não atendimento às várias ofícios enviados à pasta para esclarecimentos sobre assuntos inerentes à educação de Timon.

A Professora Socorro, relatora da Comissão, avaliou como positiva o trabalho da Comissão de Educação e classificou a ida da secretária como oportunidade para ela esclarecer sobre sua gestão, embora ela tenha preferido ficar com evasivas às questões levantadas e querer publicitar atos de sua gestão que não foram questionados pela comissão, mas esse é um trabalho que deve ser seguido por todas às comissões, que antes seque se reuniam, disse Socorro Waquim.

Comentar via FaceBook

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.