Tem muita “lagarta, laranja e fantasma” recebendo sem trabalhar na Prefeitura de Timon

spot_img
Compartilhe:

A maioria das pessoas contratadas para receber sem trabalhar faz parte de ciclo de amizade seleta do grupo que comanda o poder, outros são frutos de acordos políticos e ainda existe os que fazem parte da milícia digital para atacar adversários e elogiar as ações da prefeita na internet.

Levantamento preliminar e inconcluso feito pelo blogdoribinha com informações colhidas através de denúncias de leitores, checadas com a relação de pessoal publicada no portal de transparência da prefeitura e confrontadas com dados dessas pessoas publicadas nas redes sociais, mostra que mais de 100 pessoas estão recebendo sem trabalhar na gestão da Prefeita Dinair a partir de janeiro de 2021.

Esses personagens, que recebem sem trabalhar são chamados de lagartos, laranjas ou fantasmas, que irrigam seus nomes para receber recursos públicos irregularmente, mas que estão cometendo crime assim também como quem os emprega.

O levantamento é preliminar e inconcluso devido as constantes retiradas no site do portal da transparência do ar, que somente esse ano, somados os dias em que o site sofreu “manutenção, daria mais de dois meses sem que o cidadão tenha acesso às informações importantes sobre a gestão Dinair Veloso.

De acordo com os dados até aqui levantados, por exemplo, existem casos de pessoas que são comerciantes, profissionais liberais ou que exercem cargos públicos em outras cidades, que continuam com suas atividades normais mas são servidores contratados para cargos comissionados pela gestão atual e não cumprem expediente no município, mas que todos os meses, religiosamente, seus salários são depositados e eles só tem o “trabalho” pegar o cartão e de ir até o banco ou em qualquer caixa eletrônico para sacar o dinheiro público.

Tem o caso, por exemplo, de um dono de oficina de consertos de bicicleta que recebe com com assessor da prefeita, mas que não pisa na prefeitura para trabalhar. Outro caso é bem conhecido do público. E o de membra de uma família, que no ano passado, posou para foto afirmando apoio à prefeita, recebe pela prefeitura em cargo comissionado e é servidora efetiva e concursada na cidade de Caxias, onde lá, ela cumpre expediente normal e aqui só recebe.

Todos esses dados estão sendo copilados com informações, documentos e fotos para uma reportagem especial que comprovará a quantidade de pessoas que recebem sem trabalhar no município de Timon dando um rombo de milhares de reais aos cofres públicos e no bolso do contribuinte.

O salário dessas pessoas que recebem sem trabalhar variam entre 1 mil e 4 mil reais.

Muitas dessas pessoas contratadas em cargos comissionados foram frutos de acordos políticos durante a campanha eleitoral do ano passado, outras pertencem ao seleto grupo de comando politico do município e outra parte compõem uma milícia digital paga para atacar adversários, fazer comentários maldosos contra formadores de opinião e elogiar a prefeita todo vez que sua assessora postar informações em suas paginas digitais.

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Deputado Rafael anuncia adesão do advogado Hildembergue Cavalcante

Ele é irmão do candidato derrotado na recente eleição da OAB Timon. O deputado Rafael continua firme e em prospecção rumo à reeleição para o...

Construtora que recebeu imóvel doado da prefeitura tem “pano pras mangas”

Segundo informações, a beneficiária de dia ação milionária do município acaba de fazer um outro negócio milionário. Sabe aquela construtora que ganhou uma doação de...

Chapa 2 se apresenta como proposta para mudar a cara do Sinterpum em Timon

Membros da atual diretoria vêm se revezando no poder e domínio do sindicato, que tem algumas conquistas, mas a categoria precisa avançar, por isso...