GeralTeresina

Teresina registra 110 casos de Covid-19 nesta segunda-feira (23)

Dentre as três mortes, uma ocorreu ontem (23), outra no domingo (22) e mais uma no dia 20.

Teresina notificou ontem (23) mais 110 pacientes positivos para Covid-19, além de três mortes. O boletim diário, divulgado pela Fundação Municipal de Saúde (FMS) contabiliza até o presente momento um total de 41.507 casos e 1.149 óbitos pela doença desde o início da pandemia na capital, no mês de março.

Dentre as três mortes, uma ocorreu ontem (23), outra no domingo (22) e mais uma no dia 20. Foram três homens de 62, 75 e 82 anos, moradores dos bairros Lourival Parente, Saci (zona Sul) e Uruguai (zona Leste). Todos eles portavam alguma comorbidade, como diabetes, doenças cardiovasculares, pulmonares e renais.

O boletim registra ainda um total de 16.465 pessoas recuperadas da doença, entre altas hospitalares e do isolamento domiciliar. Pensando nas potenciais consequências da doença para a saúde destes pacientes, a Prefeitura de Teresina criou um novo ambulatório especializado para o atendimento de sequelas de Covid-19. O serviço funciona em dias úteis, nos turnos manhã e tarde, no Centro de Saúde Lineu Araújo. Há oferta de consultas e exames nas áreas de cardiologia, nefrologia, neurologia, pneumologia, fisioterapia, nutrição e psicologia, consideradas especialidades que contribuem para a completa recuperação do indivíduo.

Para receber atendimento no ambulatório, os pacientes que ficaram com sequelas após infecção por Covid-19 podem se dirigir às 68 Unidades Básicas de Saúde (UBS). Eles são avaliados por médicos nesses locais e, se houver necessidade, são encaminhados para o ambulatório. Já os pacientes com Covid-19 que estão internados nos Hospitais da Prefeitura, no momento da alta, podem também ser direcionados ao Centro de Saúde Lineu Araújo.

O médico infectologista e coordenador médico do COE da FMS, Walfrido Salmito, alerta que a Covid-19 pode trazer sequelas a curto, médio e longo prazos. “A Covid-19 é uma doença nova, que ainda é alvo de estudos científicos pelo mundo, mas sabe-se que a lista de sequelas dessa infecção é extensa e pode comprometer o funcionamento de diversos órgãos. Os pacientes podem, por exemplo, desenvolver pneumonia, ter disfunção renal, além de problemas neurológicos, cardíacos e pulmonares”.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.