Blog do RibinhaGeral

Vereadora Alynne Macêdo busca reativação do Projeto Aprendendo Música na secretaria estadual de Cultura

A inclusão do projeto na Lei Estadual viabilizará e atendimento de 3 mil pessoas em Timon

A vereadora timonense Alynne Macêdo esteve na tarde desta segunda-feira, 26, em reunião com o secretário estadual de Cultura, Anderson Lindoso, e com o presidente do Instituto Cocais, José Oliveira, para tratar da inclusão do Projeto Aprendendo Música na Lei Estadual de Incentivo à Cultura. Ao ser incluído na Lei Estadual o Projeto Aprendendo Música poderá receber recursos por meio de renúncias fiscais de empresas, viabilizando o projeto que já chegou a atender mais de 3000
pessoas em Timon.

Alynne Macêdo destacou que o Aprendendo Música é uma fábrica de cidadania e que o seu funcionamento é um grande incentivo para a educação e a cultura da população timonense. “Viemos pessoalmente protocolar o Aprendendo Música na Lei de Incentivo a Cultura para que ele possa voltar a funcionar o quanto antes e para que vejamos nossas crianças novamente sonhando com a música, em cursos de violão, teclado, bateria, gerando oportunidades”.

O secretário Anderson Lindoso destacou a importância do projeto para o município de Timon e para o Estado do Maranhão. “Esse é um projeto muito importante para o nosso estado, um projeto que já vem tendo o apoio do Estado do Maranhão e agora vamos renovar este apoio para que possamos atender mais crianças, mais jovens. Para que possamos trazê-los para um mundo melhor, o mundo da cultura, que dá oportunidades e forma estas crianças para que elas possam ser adultos melhores”.

O presidente do Instituto Cocais, José Oliveira ressaltou a participação do deputado estadual Rafael Leitoa na reativação do Projeto Aprendendo Música no município de Timon. A vereadora Alynne Macêdo pontuou ainda que o trabalho do deputado Rafael Leitoa junto ao governo do Estado, na pessoa do governador Flávio Dino, está sendo determinante para que o Projeto Aprendendo Música possa, muito em breve, voltar a funcionar.

(Assessoria)

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.