Blog do RibinhaGeral

Denúncia de favorecimento na eleição do Conselho Tutelar de Timon poderá cassar candidatas eleitas e até anular pleito

Numa reunião na sede do sindicato foi articulado apoio à candidata e transporte para eleitor

Candidatos não eleitos e conselheiros eleitos com o promotor de Justiça Eduardo Borges: formalização da denúncia.

Uso de transporte no dia eleição, de banco de dados de partido político e interferência do Sindicato dos Trabalhadores em favor da candidata Lizete Assunção, filha do presidente da instituição, Irmão Mundico estão entre as denúncias apresentadas por candidatos eleitos e não eleitos ao cargo de Conselho Tutelar de Timon ao promotor Eduardo Borges, da Promotoria da Infância e Adolescência como supostas irregularidades ocorridas durante o pleito do último domingo, 6, na eleição para escolha dos novos conselheiros tutelares de Timon e podem levar à anulação do pleito ou cassação dos candidatos citados na denúncia.

A denúncia foi formalizada pelas candidatos Charlene Leite (Eleita), Valéria de Sousa (Eleita), Ricsandra Furtado (Reeleita), Antonio Gomes, Cláudio dos Santos, Carmém Lucia, Milla Rayane, Rosane Vasconcelos, Simone Sampaio e Elenilde de Sousa (não eleitos).

A princípio, o blogdoribinha teve acesso à ata de uma reunião dos candidatos com o promotor Eduardo Borges e a documento enviado pelo presidente da comissão onde ele torna formaliza ajuda do sindicato no transporte de eleitores, mas também o blog teve acesso aos áudios de uma reunião realizada no Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Timon, onde vários presidentes de associações ligadas ao sindicato hipotecaram o apoio à candidata apoiada pelo sindicato, inclusive falando em transporte de eleitor no dia da eleição.

De acordo com a denúncia, essa articulação sobre transporte de eleitor foi articulada em reunião no dia 06 de setembro de 2019, um mês antes da eleição, e, no dia 4 de outubro, o presidente da Comissão Especial Eleitoral do CMDC/Timon, Iranilson Araújo Martins, apresentou em ofício encaminhado ao promotor Eduardo Borges informando “que o senhor Raimundo Nazário Assunção Filho, presidente do Sindicato, formalizou que o sindicato conseguiu articular junto aos empresários de linha de ônibus para a zona rural do nosso município, a concessão dos ônibus para ficar à disposição do CMDCA para que possa ser feito o transporte de qualquer cidadão timonense que tenha interesse em comparecer em uma seção de votação no dia 06.10.2019”, diz o documento.

Candidatos eleitos e não eleitos ouvidos pelo blog, disseram que, na  verdade, e de acordo com os áudios que o  blogdoribinha teve acesso, a articulação de transportar eleitor e supostamente favorecer a candidata filha do presidente do sindicato havia sido tomada em reunião no dia 06 de setembro e oficializada no dia 4 de outubro, praticamente na véspera da eleição privilegiando a candidato da entidade e prejudicando os demais candidatos ao cargo de Conselheiro Tutelar de Timon.

Além da filha do presidente do sindicato eleita em segundo lugar na disputa, outra candidata citada é a Maria Da Luz, a primeira colocada na eleição do último dia 6. Segundo a denúncia apresentada ao Ministério Público, ela teria se aproveitado da entidade que preside para se favorecer no processo eleitoral.

O blogdoribinha entrou em contato com o presidente da Comissão Eleitoral Iranilson Araújo em busca de esclarecimentos sobre a denúncia apresentada pelos candidatos para que ele se pronunciasse, mas ele afirmou que estava sabendo da denúncia pelo blog e que iria se reunir com a comissão para depois se posicionar.

Ouçam parte de um dos áudios conseguidos pelo blogdoribinha: (Clique aqui).

Também enviamos o teor da denúncia à candidata eleita Maria de Luz e até o final desta edição ela não havia se pronunciado.

Não conseguimos contato com a candidata e conselheira eleita Lizete Assunção.

Ouça os áudios da reunião no sindicato onde foi articulado o apoio da entidade à candidata. Nessa reunião, além da candidata, filha do presidente do Sindicato, também falam Rafael Almeida do PT, Vereador Coca do Matapasto (SDD), além de outros integrantes do PT e associações de moradores da zona rural de Timon ligadas ao sindicato dos Trabalhadores Rurais presidido pelo pai da candidata Lizete Assunção.

 

Comentar via FaceBook

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.