Blog do RibinhaGeral

Ida de Jaconias para o PSC causa desespero aos Leitoas e Chico diz que advogado “caiu nos braços do Sarney”

Mas Juarez contesta e mostra traições e alinhamento dos Leitoas com a oligarquia Sarney no Maranhão

Juarez Morais; “Chico Leitoa é mais sarney que seus próprios defensores.

A notícia de que o advogado Jaconias Morais deixará o Pros para ingressar no PSC como forma de garantir que ele seja, em 2020, candidato a prefeito de Timon, publicada em primeira mão pelo blogdoribinha, causou um desespero político na Família Leitoa, que detém o poder municipal e quer nele se perpetuar.

Esse desespero é tão evidente que o “capo” da Família, o ex-prefeito Chico Leitoa, usou o microfone de uma emissora de rádio local para destilar seu veneno contra o advogado, afirmando que o fato dele ingressar no PSC Jaconias Morais estaria indo para os braços da família Sarney.

Em discurso hoje, 17, na Câmara, o vereador Juarez Morais fez uma cronologia política de traições e alinhamento político da família Leitoa que demonstra e sempre demonstrou sua presença constante em sua lides políticas com membros da família Sarney em Timon e no Maranhão. Os objetivos com essas traíçoes e perseguições é para que seus projetos de poder não tivessem qualquer empecilho com a ascensão, inclusive, membros de seu grupo político, assegura o vereador.

Chico Leitoa e o deputado Rafael Leitoa pedido apoio de Sarney Filho

Juarez Morais, afirmou que não tem nada contra a familia Sarney, mas atribuir que seu irmão ao ir para o PSC é um alinhamento político com os Sarneys no Maranhão e esquecer que Jaconias Morais apoia o deputado estadual Paulo Neto, da base do governo Flávio Dino e em 2018 foi  candidato a deputado federal pelo Pros, partido da base do governo comunista, salientou o vereador.

Em sua cronologia (veja o vídeo), o vereador relata a participação de Chico Leitoa, desde seu ingresso em cargos públicos sendo secretário de Obras de Napoleão Guimarães – um eterno e fervoroso defensor da família Sarney -, passando pelo apoio em 1994, quando, segundo Juarez, Chico  Leitoa levou todo seu grupo para apoiar o ex-senador Alexandre Costa, e, em 2012, para ganhar a eleição para prefeito de Timon convidou para o lugar de vice-prefeito o médico Danísio Marabuco, genro de Napoleão Guimarães na chapa de seu filho Luciano Leitoa.

Entre as traições politicas para barrar o crescimento dos aliados, Juarez disse que o prefeito Luciano Leitoa confessou que tentou fazer uma articulação para que Jaconias não fosse candidato a deputado federal em 2018.

Comentar via FaceBook

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.