Blog do RibinhaGeral

Justiça bloqueia bens e salário do prefeito Luciano Leitoa por desvio de dinheiro do transporte escolar de Timon

Na decisão, o Juiz quebra o sigilo do processo e pede que o prefeito apresente as provas de que o dinheiro é proveniente de seus salários

O prefeito Luciano Leitoa, de Timon, recorreu da decisão da Justiça Federal que bloqueou contas bancárias em seu nome, inclusive a conta salário e poupança. A decisão de bloqueio é da justiça federal, que também colocou em indisponibilidade todos os bens declarados em nome do prefeito de Timon, como veículos e imóveis por conta da operação que apura desvio de recursos do Fundef, no valor de mais de 4 milhões atendendo pedido do Ministério Público Federal, que acusa o prefeito de malversação (desvio) de recursos juntamente com o dono da Locar, Luiz Carlos Magno da Silva, que até a semana passada estava preso pela Operação Topique, realizada pela Polícia Federal no Piauí. Os recursos desviados deveriam ter sido destinados pela Secretaria de Educação do município para o transporte escolar, mas segundo o MPF foram desviados por uma quadrilha que se instalou no Secretaria de Estado do Piauí e em inúmeras prefeituras municipais do Piauí e do Maranhão.

Em decisão do Juiz Gustavo André Oliveira dos Santos, a pedido dos advogados do prefeito, Luciano Leitoa terá que apresentar, no prazo de cinco dias, a contar da decisão, justificativas de que os recursos em sua conta bancária são provenientes de seus salários como prefeito do município de Timon, caso o prefeito não consiga provar, o dinheiro, até o limite de 40 salários mínimos continuará bloqueados pela Justiça federal.

Na mesma decisão, o processo do prefeito que corria em segredo de justiça, ou seja, somente os advogados poderiam ter acesso, o Juiz Gustavo André, determina, “ainda, seja retirado o caráter sigiloso da decisão que estabelece a realização de medidas cautelares de indisponibilidade dos bens dos réus, considerando que já houve a sua efetivação”, diz a decisão.

 

 

Comentar via FaceBook

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.