Blog do RibinhaGeral

MP comanda audiência para discutir sobre reforma do Alarico Pacheco hoje em Timon

A obra é fruto de um TAC proposto pelo MP aos governos estadual e municipal

Antonio Borges comanda audiência pública

O promotor Antonio Borges é o protagonista da audiência pública que o Ministério Público de Timon promove hoje, 14, às 9hs, para discutir a reforma e a ampliação do Hospital Regional Alarico Nunes Pacheco. A obra é fruto de um Termo de Ajuste de Conduta proposto pelo MP para transformar o hospital para o atendimento de média e alta complexidade e o Hospital José Firmino de Sousa, no Parque Alvorada, que é municipal, em materno infantil absorvendo o atendimento do hospital estadual. Esse TAC se arrasta desde a gestão governamental passada nas duas esferas públicas.

Para audiência estão sendo convidados membros do governo estadual e municipal, além de representantes da sociedade civil no segmento saúde e outros, além, é claro dos políticos.

De acordo com o promotor Antonio Borges Júnior, em nota divulgada na imprensa, a audiência tem como objetivo trazer esclarecimentos para a sociedade sobre o que está sendo feito na reforma e que benefícios trará para Timon e outras cidades da região. “Precisamos saber com clareza no que consiste esta reforma e qual será o perfil do hospital Alarico Nunes Pacheco após a obra, que especialidades novas teremos e como ficará a referência e contra referência do Alarico com o Hospital do Parque Alvorada e a UPA. Essa audiência é de vital importância que líderes comunitários, políticos e a população em geral participem”, destacou o promotor.

Depois de pronto, a hospital com a reforma e ampliação, estão previstas as instalações de 18 UTIs (Unidades de Terapias Intensivas), sendo dez para adultos, cinco infantis e três neonata.

As UTIs serão as primeiras da rede pública a serem instaladas em Timon.

A audiência começará às 9 horas no próprio auditório do hospital Alarico Pacheco.

 

Comentar via FaceBook

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.