Blog do RibinhaGeral

“Negócios” com o lixão também serão investigados por CPI na Câmara de Timon

Os vereadores querem apurar notícia de que lixo de grandes empresas são depositados no lixão de Timon com pagamento de "taxa"

A história do Lixão é antiga e foi denunciada pelo ex-vereador Thales Waquim

Além da investigação do Ministério Público, que deverá apurar qual a participação do prefeito Luciano Leitoa, do ex-superintendente Alexandre Luz e do empresário Chicão da Daza, no contrato de aluguel do imóvel do lixão, conforme portaria assinada pelo promotor Sérgio Martins, os vereadores de oposição articulam na Câmara de Timon a CPI do Lixão em busca de informações que passaram a limbo pelo procedimento investigativo do MP.

Alguns vereadores confidenciaram ao blogdoribinha que são inúmeras as perguntas a serem feitas em torno desse contrato do lixão a começar pela origem do imóvel, que foi adquirido pelo empresário pelo valor de 75 mil reais e depois negociado a locação pelo valor de 60 mil mensais. Os vereadores não entendem o motivo do prefeito, já que o imóvel é de interesse público, não ter feito logo a desapropriação preferindo pagar ao empresário milhões de reais durante o contrato de aluguel demonstrando interesse em desapropriá-lo somente após o pagamento dessa grande cifra, que poderia ter sido economizada, por exemplo, para o pagamento de garis, que estão com seus salários em atraso desde que esse contrato foi assinado pelo prefeito Luciano Leitoa.

A CPI também, segundo os signatários que já assinaram por sua instalação, também vai apurar noticia de que empresários de Timon e Teresina, que produzem grande demanda de lixo o depositam no lixão e deles é cobrada uma taxa de 20 por carrada de lixo. Grandes grupos empresariais pagam essa taxa, que segundo dizem não vai para os cofres da prefeitura.

De acordo com a informação que circula na cidade é a de que grandes grupos empresariais colocam o lixo produzidos nessas empresas no lixão  ao pagamento dessa taxa, mas que ele não entraria direto nos cofres municipais, dái a necessidade de sair para qual bolso esse dinheiro é destinado.

 

Comentar via FaceBook

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.