Blog do RibinhaGeral

Nova denúncia de vendas de casas do Programa Minha Casa e Minha Vida em Timon envolve servidor

Em 2016 um filiado do partido do prefeito, o PSB, foi preso acusado de estelionato

Imagem do Residencial Cocais
Imagem de residencial de Timon – MA

Não fosse os anúncios ilegais nas redes sociais e aplicativos de compra e venda de casas do Programa Minha Casa Minha Vida localizadas nos residenciais no município de Timon, outra denúncia foi repassada ao blogdoribinha, ontem, 14.

Segundo pessoa, que não quis se identificar ainda, um servidor da Secretaria de Habitação de Timon estaria negociando casas ao valor de 350 reais e várias pessoas teriam sido vítimas de mais este golpe de estelionato.

O servidor foi identificado pelas vítimas, mas o blog vai preservar seu nome e para lhe assegurar o direito de se esclarecer sobre os fatos, pois segundo uma das vítimas que está prestes a registrar Boletim de Ocorrência, sua mãe ficou de fazer o ressarcimento do dinheiro, mas uma pessoa, segundo as vítimas, vive entrando em contato com elas solicitando o número de contas para depositar o dinheiro que elas pagaram pelas casas e não receberam, mas até agora nada foi depositado.

Ainda não se sabe quantas pessoas foram lesadas no golpe, mas na verdade, essas pessoas que “negociaram casas do programa” também ou de alguma forma cometerem crime, pois as casas do governo federal, a não ser que estejam quitadas, não podem ser comercializadas e essas pessoas também deveriam responder pelo ato.

Nós tentamos um contato com o secretário de Habitação, o vereador Celso  Tacoani para que ele se manifeste sobre mais essas denúncias de venda de casa, desta vez envolvendo o nome de um servidor, mas o blog não conseguiu falar com o secretário e está aberto o espaço para que a secretaria se manifeste.

Filiado do PSB foi preso vendendo casas

Em fevereiro de 2016, o estelionatário Josué Araújo foi preso acusado de negociar casas dos Residenciais Cocais I e II. Ele teria lesado mais de 90 pessoas com a venda ilegal das casas, que são moradias populares construídas pelo governo federal, através do Programa Minha Casa Minha Vida.

Depois de preso, o estelionatário foi identificado como sendo um filiado do partido do prefeito Luciano Leitoa, o PSB, em Timon.

O caso ganhou grande repercussão, pois no dia de sua prisão o prefeito Luciano Leitoa foi a até distrito policial em busca de informações sobre a ocorrência envolvendo seu filiado.

Comentar via FaceBook

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.