Blog do RibinhaGeral

Obra de mais de 4 milhões construída por Flávio Dino em Timon sofre com infiltrações e alagamento

O CAIC foi construído dentro de uma lagoa e reformado está sobre uma galeria

Uma obra de mais de 4 milhões do governo Flávio Dino em Timon

O que pode se esperar de uma reforma que custou mais de 4 milhões de recursos públicos, mantidos pelo bolso do contribuinte com os escorchantes impostos e taxas cobrados pelo governo¿ Que a obra não dê nenhum problema. Mas não foi isso que aconteceu com as instalações do antigo Caic em Timon, reformado para abrigar a Escola Militar na cidade.

Logo nas primeiras chuvas, os resultados negativos da estrutura construída para abrigar milhares de pessoas, entre alunos e servidores. Uma infiltração no teto, exibida em vídeo nas redes sociais, mostra uma grande inundação em alguns setores da escola inaugurado pelo governador Flávio Dino, em junho deste ano.

O blogdoribinha tentou um contato para saber do diretor da escola Coronel Sousa sobre a veracidade do vídeo e que providências a direção da escola estava adotando, mas o diretor, sempre muito solícito, desta vez fez “ouvido de mercador” às questões levantadas pelo titular do blog através do whatsapp, um aplicativo cada vez mais presente está na vida das pessoas e dos agentes públicos.

 

Através de técnico da Seinfra, soubemos a informação de que um diagnóstico será enviado à Secretaria estadual de Infraestrutura para que a empresa que ganhou a bufunfa com a reforma venha a fazer os consertos e reparos necessários e o prédio não venha  a ser inundado novamente. Mas outra providência, em off, soubemos que também foi adotada. Primeiro querem saber que fez o vídeo e distribuiu nas redes sociais e segundo, a partir de agora, as autoridades irão ficar vigilante para que ninguém tenha mais acesso ao prédio nos dias de chuvas.

Os adversários dos Leitoas criticam o gasto absurdo com a obra em local impróprio e muitos entendiam que o muro de contenção construído para impedir que o grande volume de água que desemboca no Caic, onde antes era uma lagoa e hoje tem está sobre uma galeria, poderia inundar as instalações milionárias, mas pelo menos nessas primeiras chuvas isso não ocorreu.

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.