Blog do RibinhaGeral

Organização previdenciária do Maranhão é destaque em revista nacional especializada

Associação já mobiliza a união de RPPSs segundo Lázaro Martins Araújo

A Revista RPPS do Brasil, que trata das questões previdenciárias no país e tem circulação bimestral destaca em sua última edição, o trabalho do presidente do IPMT de Timon Lázaro Martins, que é presidente do Associação Maranhense, em entrevista na página 27 – no setor “Fala Presidente”.

Hoje o trabalho da entidade presidida por Lázaro Martins é agilizar todos os processos dos associados na questão com informação, qualificação e otimização: O presidente destaca também que o Tribunal deu uma missão à associação maranhense. “Temos convergência de interesses, o Tribunal leva de 2 a 3 anos para avaliar um processo, e isso faz demorar a compensação previdenciária, por exemplo. Então, estamos trabalhando para ajudar na qualificação da gestão do RPPS e buscar a otimização desse tempo de resposta do Tribunal”, destaca Lázaro na entrevista. Leia na íntegra abaixo:

O gestor do IPMT (Timon – MA), Lázaro Martins Araújo e presidente da Associação maranhense, afirma que fortalecer e disseminar ações visando a união dos municípios com regime próprio faz parte do arcabouço da AMAPREV. Ainda em momento embrionário, a Associação deu continuidade ao processo de formalização e em março de 2019 houve o registro da mesma em cartório. Ajudaram a instituir a entidade os municípios de São José do Ribamar, Caxias, São Luís, Coelho Neto, Santa Luzia do Paruá, tendo Timon como o líder desse movimento maranhense. “Importante ressaltar que todos os municípios que tem RPPS, de certa forma, participaram desse movimento, já que havia vários grupos de discussão, e o que faltava era nos unir. Daí nasceu a Associação. 2019 foi um ano de organização para que nos tornássemos uma entidade com potencial para discutir as questões de âmbito do equilibro administrativo junto ao Tribunal de Contas, grande incentivador da criação da nossa Associação. Também tivemos apoio da FAMEM – Federação dos Municípios do Maranhão que nos cedeu uma sala que usamos como sede”.

Segundo o presidente da entidade, no momento atual algumas barreiras burocráticas estão sendo sanadas, como a regularização do CNPJ, abertura de conta para iniciar a organização do calendário de ações para 2020.

E mesmo ainda em estágio inicial, a entidade já faz história. Por conta da proximidade com Piauí, que não tem associação, a diretoria maranhense está ajudando a constituir a entidade piauiense. “Estamos nos unindo, já que somos conhecidos como meio norte do Brasil – formado por Maranhão e Piauí, iremos realizar um evento juntos, com aproximadamente 100 institutos e nesse encontro colocaremos todo arcabouço de dificuldades e levaremos pessoas qualificadas para nos ajudar. Contamos com ajuda e incentivo da revista RPPS do Brasil para tornarmos realidade esse sonho de vermos o meio norte em destaque na gestão do regime próprio”.

Segundo o presidente, parcerias estão sendo construídas visando cumprir a missão da entidade, que é a de propiciar aos institutos de RPPS do Maranhão as melhores condições de realizar uma gestão comprometida com o futuro previdenciário do servidor público maranhense. “É inadmissível pensar em vácuo no Brasil no sentido de não oferecer qualificação na gestão, e nós queremos contribuir para esse propósito”, salienta o presidente.

A Associação nasceu com 14 municípios e tem mais 6 em processo de adesão. A meta da diretoria é atingir 30 RPPSs até meados de 2020. Maranhão tem um total de 43 municípios. “A maior dificuldade de chegar em todos os municípios é em virtude das distâncias longínquas, já que muitos não têm nem mesmo internet. E como associação, unindo esforços, iremos superar essas dificuldades e atingir todos e ajudar com o que for possível”.

O presidente destaca também que o Tribunal deu uma missão à associação maranhense. “Temos convergência de interesses, o Tribunal leva de 2 a 3 anos para avaliar um processo, e isso faz demorar a compensação previdenciária, por exemplo. Então, estamos trabalhando para ajudar na qualificação da gestão do RPPS e buscar a otimização desse tempo de resposta do Tribunal”.

Comentar via FaceBook

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.