Blog do RibinhaGeral

Socorro cobra do prefeito sanção de auxílio financeiro aos profissionais da linha de frente do combate ao Covid-19

A lei foi aprovada no último dia 20 de maio, mas até o momento o prefeito não sancionou o projeto

A vereadora medebista Professora Socorro Waquim cobrou, em vídeo publicado em suas redes sociais, a sanção pelo chefe do Executivo, o prefeito Luciano Leitoa, a sanção do projeto de lei aprovado pela Câmara de Timon, no último dia 20 de maio, do auxilio financeiro e emergencial aos profissionais em diversas atividades como: da área de saúde, garis, guardas municipais, agentes de trânsito, enfim todos os trabalhadores, que estão deixando suas casas, em tempo de confinamento, para exercerem suas atividades de combate ao coronavírus, em Timon.

De autoria da vereadora, o projeto estabelece a ajuda ou auxilio para que todos esses profissionais, que durante esse período, tiveram suas despesas aumentadas em decorrência dos deslocamentos para o trabalho e casa e vice-versa, muitas vezes em mototaxis, taxis, uber ou outro tipo de transporte, reforço alimentar para melhorar as taxas de imunidades, além de despesas com medicação e outras com a própria família, diz a justificativa apresentada pela vereadora para a aprovação do projeto.

Prefeito recebeu mais de 9 milhões do governo federal

De acordo com o Boletim da Secretaria de Governo do Maranhão, publicado no último dia 10, a Prefeitura de Timon já recebeu do Governo Federal mais de 9 milhões de reais em recursos destinados para as medidas de combate ao coronavírus e no próximo mês, o governo deverá receber nova parcela de recursos destinada pelo governo como apoio financeiro ao município no combate ao coronavirus.

De acordo com levantamento feito pelo blogdoribinha, do total de 9 milhões de reais, o prefeito Luciano Leitoa definiu como prioridade o pagamento de empresas contratadas por dispensa de licitação pela Prefeitura de Timon.

 

 

Comentar via FaceBook

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.