Blog do RibinhaGeral

Vereadora quer explicações da Agert e compensação da concessionária pela água suja “servida” aos timonenses

A vereadora encaminhou pedido de explicações e deverá solicitar ainda hoje as compensações aos consumidores

Socorro Waquim: explicações e compensações

A vereadora Professora Socorro (MDB) apresentou ontem, 04, na Câmara, pedido de esclarecimentos e explicações à Agência Reguladora dos Serviços Delegados em Timon – Agert, sobre que providências foram adotadas contra a empresa Águas de Timon, que vem distribuindo água suja, preta e fedida para milhares de consumidores timonenses.

A solicitação da vereadora foi encaminha através da Comissão de Saúde com pedido de explicações num prazo de 24 horas, pois enquanto a população sofre sem o uso racional e regular do produto que deveria chegar através das torneiras, há mais de quatro dias, a empresa fiscalizadora dos serviços negligencia até uma explicação para a população.

Em outro requerimento, que deverá ser apresentado hoje, 05, a vereadora Professora Socorro, tendo em vista a falta de informações constantes no contrato de concessão do sistema de abastecimento de água de Timon pelo prefeito Luciano Leitoa, pedirá providências no sentido de que os consumidores sejam de alguma forma compensados, primeiro pelo fato de não terem o produto que é pago mensalmente à Águas de Timon e segundo por terem desembolsado recursos para a compra de água mineral durante esses dias de serviço de péssima qualidade na oferta do produto aos timonenses.

“Em face do desconhecimento total das cláusulas do contrato – que até hoje não se tem informações concretas -, estamos solicitando essa espécie de compensação aos consumidores. Não é fácil se pagar pela conta em que a mercadoria não existe e ainda, por isso, pela prestação de serviço público sem qualidade, recorrer ao bolso para comprar água mineral para as suas necessidades, diante disso estamos querendo uma compensação aos consumidores de Timon”, seja no desconto da tarifa ou outra forma”, disse a vereadora.

Resposta do governo

O líder do governo José Carlos Assunção (PSB), diante dos pedidos de questionamentos dos vereadores sobre as explicações da Agert, disse que havia, antes de ir ao plenário conversado com o Marco Antonio, que o presidente da Agert e que o mesmo teria dito que o problema no fornecimento de água aos timonenses seria em decorrência da falta de energia ou defeito por conta de falhas elétricas. A justificativa é a cara dos discursos idiotas do líder e de suas baboseiras e essa explicação não cabe ao presidente de um órgão que deveria fiscalizar, notificar e penalizar a concessionária pelos péssimos serviços que há anos vem ofertando em Timon.

 

Comentar via FaceBook

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.