Blog do RibinhaGeral

Vendedores da Ceasa “levam balão” do prefeito Luciano Leitoa e são humilhados com cobrança de aluguéis

A construtora responsável pela obra recebeu, em um ano, 10 por cento do valor total de 7 milhões de reais

Os vendedores da Ceasa, que há um ano foram retiradas de seus boxes pelo prefeito Luciano Leitoa com a promessa de “revitalizar a Central de Abastecimento, levaram um balão, um calote. Até hoje as obras, iniciadas em maio de 2018, não andam.

A promessa do prefeito Luciano Leitoa de pagar o aluguel para os vendedores em locais ao “derredor” da Ceasa não está sendo cumprida e eles, todos os dias recebem ameaças de despejo e o prefeito não paga o aluguel compromissado com os vendedores. O convênio de mais de 7 milhões de reais foi assinado entre o Prefeito e o governador Flávio Dino em maio de 2018, quando Flávio Dino concorria a reeleição.

Ontem, os vendedores foram até à Câmara para reclamar do descaso, abandono e humilhação. Quando foi para retirar os feirantes, o Ministério  Público Estadual, através da Promotoria de Timon, realizou um Termo de Ajuste de Conduta condicionando à saída dos vendedores ao pagamento de aluguel e custos para a manutenção deles até a entrega da obra. Pelo visto esse é mais um TAC que não está sendo cumprido pelo prefeito Luciano Leitoa.

De maio de 2018, para cá, a construtora Skora Engenharia, responsável pela execução da obra, recebeu somente 10 por cento da obra que está orçada em mais de 7 milhões de reais.

A dívida com a construtora de mais de 6 milhões de reais está inscrita em “resto a pagar” para ser liquidada em 2019 e a obra, que deveria ser entregue ser entregue em outubro do ano passado teve seu prazo de entrega prorrogado até o final deste ano.

Comentar via FaceBook

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.