GeralTeresina

Jovem de 17 anos será prefeita de Teresina por um dia nesta quarta-feira

Filha de um pedreiro e mãe desempregada, a estudante da 2ª série do ensino médio afirma que ser prefeita por um dia vai ser uma excelente oportunidade para sugerir projetos e mostrar demandas que atendam especificamente ao público jovem feminino.

A estudante Auricélia, de 17 anos, assumirá simbolicamente, nessa quarta-feira (23), a função de prefeita de Teresina por um dia. Acompanhada do prefeito Firmino Filho, ela começa o dia participando da abertura da audiência pública sobre o Plano de Ordenamento Territorial de Teresina. O evento acontece no Centro de Formação Odilon Nunes, localizado na Rua Magalhães Filho, 1722, Marquês.

Filha de um pedreiro e mãe desempregada, a estudante da 2ª série do ensino médio afirma que ser prefeita por um dia vai ser uma excelente oportunidade para sugerir projetos e mostrar demandas que atendam especificamente ao público jovem feminino. “Sempre tive interesse em batalhar por mais espaços e pelos direitos das meninas. Orientada por minha mãe, tenho esse desejo de aprender mais sobre os nossos direitos, e ajudar também aquelas que não têm a mesma oportunidade que eu estou tendo agora, tanto de participar do projeto, quanto de ocupar por um dia um cargo tão importante”, ressalta.

Neste ano, 22 meninas com idades que variam entre 13 e 19 anos estão ocupando lugares de destaque como os de gestoras de secretarias do município, mídias (tv, rádio e digital influencer), gestores estaduais, além de funções como o de vereadora e deputada estadual. A ideia da ocupação de cargos faz parte da Campanha Meninas Ocupam, criada em 2016, pela ONG Plan International, e executada em Teresina em parceria com a Secretaria Municipal de Políticas Públicas Para Mulheres (SMPM).

“O objetivo da ação é despertar a atenção para os direitos das meninas, proporcionando que elas conheçam o seu potencial, saibam de seus direitos e que contribuam para a diminuição da discriminação de gênero”, explica a secretária Marcilane Rodrigues.

Atualmente, o movimento de ocupação de cargos se espalha por 72 países. No Brasil, a Plan funciona em Teresina, São Paulo, Bahia e no Maranhão.

Comentar via FaceBook

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.