Fux cassa “direito” de magistrados e outras carreira jurídicas de receber auxílio moradia

spot_img
Compartilhe:

O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, a mais alta corte jurídica do país, cassou   o benefício do auxílio moradia aos magistrados e a outras carreiras jurídicas, a decisão, embora não seja explícita em sua decisão está vinculado ao fato do presidente Temer ter sancionado o aumento dos magistrados para o teto de 39 mil mensais.

A decisão de revogar sua própria decisão, ou seja, foi o  ministro quem concedeu liminares a todos o magistrados para o recebimento do benefício, que à principio deveria atingir somente os juízes que trabalhassem fora do seu domicílio, sem distinção.

Fux tomou a decisão de conceder o auxílio moradia a todos, mas nunca colocou sua decisão para que o plenário tomasse uma posição.

A decisão de cassar esse direito gera uma grande interrogação. Se  o ministro cassa o direito como fica a situação da nação, que durante 4 anos vem pagando o benefício aos magistrados? Eles vão devolver ao pais o que era por direito receber ou ainda não se pode definir o que é direito e o que não é neste país?

Veja mais sobre o assunto.

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Cego em tiroteio: Weverton Rocha grava vídeo ao lado de Queiroga e inspirado na imagem de Bolsonaro

Preterido por Flávio Dino na eleição estadual, o senador Weverton gravou um vídeo com Marcelo Queiroga e com um quadro de Bolsonaro ao fundo O...

Câmara entrega título de cidadania ao empresário Ilson Mateus em cerimônia bastante prestigiada

A homenagem ao empresário foi proposta pelo vereador Uilma Resende, presidente da Casa, e foi aprovada por unanimidade por todos os parlamentares. Na noite da...

Socorro Waquim pontua trabalho de suas gestões nos empreendimentos que se instalam em Timon

Signatária do projeto de lei aprovado em 2019, que concedeu Titulo de Cidadão Timonense ao bilionário Ilson Mateus, dono do conglomerado de lojas Grupo...