GeralTeresina

Firmino Filho estuda implantação de ônibus elétricos em Teresina

A implantação destes veículos é uma das soluções sustentáveis para promover um sistema de transporte público de emissão zero de carbono.

Com o objetivo de melhorar a qualidade do transporte coletivo de Teresina, o prefeito Firmino Filho está conhecendo o funcionamento dos ônibus elétricos. Na tarde da  última terça-feira, 04, Guilherme Nogueira, representante comercial da empresa chinesa BYD, apresentou ao prefeito os resultados da experiência com ônibus elétricos em Recife (PE).

A implantação destes veículos é uma das soluções sustentáveis para promover um sistema de transporte público de emissão zero de carbono. Além das vantagens ambientais, os ônibus são seguros, silenciosos e podem diminuir os custos operacionais em até 70%.

Firmino Filho destacou que a conversa com a empresa BYD é inicial e que é preciso estudar a viabilidade da implantação de um novo sistema para o transporte coletivo na cidade. “Estamos avaliando alternativas economicamente viáveis e, que, ao mesmo tempo, melhore o conforto dos passageiros. A ideia é que possamos trabalhar com um protótipo do ônibus, assim podemos testar o seu funcionamento nas ruas e avenidas da capital. Ainda vamos conversar com os consórcios para desenvolver esse diálogo”, afirma.

Na apresentação feita ao prefeito, o representante comercial da BYD, Guilherme Nogueira, explicou sobre o funcionamento, autonomia e vantagens dos ônibus elétricos. “Nossa conversa com a Prefeitura de Teresina está avançando. Estamos pensando alternativas junto com o prefeito de como seria feita essa contratação”, disse.

Segundo o superintendente municipal de Transportes e Trânsito, Welton Bandeira, a tecnologia utilizada nos ônibus elétricos já é realidade em várias cidades do mundo. “A nossa intenção é que possamos ser contemplados com essa inovação. Vamos fazer um esforço junto aos consórcios de ônibus para que a gente possa implantar essa tecnologia na cidade. Estamos avaliando os prós e contras”, esclarece.

Comentar via FaceBook

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.