GeralTeresina

Homenagens e emoção marcam entrega das placas do projeto “Se Essa Rua Fosse Minha”

Além disso, se emocionaram no momento de receber a placa das mãos do prefeito Firmino Filho.

O formato inovador do projeto Se Essa Rua Fosse Minha não tirou a emoção do tradicional evento para a entrega de placas simbólicas de ruas para amigos e familiares dos homenageados na edição 2020. Na noite da última quarta-feira, dentro dos seus carros, várias pessoas encontraram uma forma para honrar a memória dos seus entes queridos. Além disso, se emocionaram no momento de receber a placa das mãos do prefeito Firmino Filho.

Com número de inscrições recorde este ano, mais de 200 carros passaram pelo estacionamento da Ponte Estaiada, onde foi realizado o evento em formato drive-in/drive-thru como forma de evitar aglomeração. De dentro de seus carros, os presentes puderam ver o rosto dos seus amigos e familiares homenageados projetados na ponte.

“Teresina sente orgulho de todos aqueles que estão sendo homenageados. É uma forma de reconhecer a contribuição de cada um. É um gesto de gratidão àquelas pessoas que fizeram tanto por nossa cidade”, ressaltou o prefeito Firmino Filho na abertura do evento, que teve ainda apresentação da Orquestra Sanfônica.

Quem se emocionou bastante com o evento foi a Francisca de Oliveira Costa, que  adesivou o carro com fotos dos pais Maria Helena Soares Costa e José de Oliveira Costa. “Estamos muito felizes com esse reconhecimento. Meu pai era enfermeiro e ajudou muitas pessoas, e minha mãe uma dona de casa exemplar, que cuidava de tudo enquanto meu pai exercia essa profissão com tanto amor”, contou.

Um dos homenageados pelo projeto foi o pai de Lúcia Nery, o motorista Miguel Arcanjo Nery, que morreu há três meses, vítima de Covid-19. “Meu pai era uma pessoa muito querida onde morava com a família, no bairro Porenquanto”, lembrou, elogiando o formato do evento. “Mostra que a Prefeitura se preocupa com o bem estar das pessoas”.

A secretária executiva de Planejamento Urbano, Jhamille Almeida, ressaltou que tudo foi pensado para evitar a propagação do coronavírus. Dentro dos carros tinham, no máximo, quatro pessoas, seguindo o protocolo de segurança. “Foi a solução que encontramos para não deixar de fazer essa solenidade, que é um projeto muito bonito sensível e que este ano bateu o recorde, com mais de 700 inscrições”, explicou.

O projeto cultural Se Essa Rua Fosse Minha é realizado desde 2014 pela Prefeitura de Teresina como forma de homenagear cidadãos da cidade em nomes de ruas, praças e logradouros públicos em geral.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.