GeralTimon

Justiça aceita denúncia contra PM do Maranhão que matou cabo na frente do filho

O militar que era lotado no 11º BPM em Timon continua preso em Campo Maior

A juíza Maria Zilnar Coutinho Leal, da 1ª Vara do Tribunal Popular do Júri de Teresina, aceitou a denúncia do Ministério Público Estadual (MPE) contra o policial militar do Maranhão, Francisco Ribeiro dos Santos Filho, da PM do Maranhão, autor dos disparos de arma de fogo que mataram o policial militar do Piauí, Samuel de Sousa Borges, 30 anos. O crime aconteceu no dia 1º de fevereiro, na zona Leste de Teresina.

Segundo a decisão da juíza, o agora acusado pela morte de Samuel tem dez dias para apresentar a sua defesa. Ele permanece preso no presídio de Campo Maior e a justiça negou pedido feitos por seus advogados para transferì-lo para presídio no Maranhão..

A morte do policial – que era da Cavalaria da PM, mas estava lotado na vice-governadoria desde o começo de janeiro, chocou Teresina pela banalidade e brutalidade, já que o crime foi cometido na frente do filho da vítima, de apenas 8 anos. Samuel foi atingindo com dois tiros nas costas e um na nuca.

O cabo da Polícia Militar do Piauí filmou a própria morte. Um robusto inquérito policial com 139 páginas feito Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) revelou detalhes do caso. Com informações da cidadeverde.com

Comentar via FaceBook

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.