GeralMaranhão

Operação Pandemia chega ao município de Rosário e região da Baixada

Equipe de combate ao Furto de Energia Elétrica identifica estabelecimentos irregulares

O delegado Paulo Roberto da Superintendência Estadual de Investigações Criminais – SEIC por meio do Departamento de Defesa de Serviços Delegados – DDSD, comandou na última semana mais uma etapa da operação pandemia no combate ao furto de energia elétrica no Maranhão. A operação que já passou pelas cidades de Sucupira do Norte, Zé Doca, Pinheiro e São Vicente de Férrer, agora chega na região da baixada. No município de Rosário, uma pessoa foi presa por furto de energia elétrica mediante fraude nos seguintes estabelecimentos comerciais: Farmácia Santana e C. S. Auto Peças/Oficina Mecânica no bairro Malvinas, além de uma residência no bairro Cohab II.

O acusado foi conduzido para a Delegacia de Polícia em Rosário.  Os proprietários dos estabelecimentos comerciais e da residência, deverão responder por furto de energia elétrica mediante fraude. Além das conduções, ao longo da operação já foram apreendidos vários materiais furtados da Equatorial Maranhão como: transformadores, postes, cabos e cruzetas. Os responsáveis deverão responder por furto de energia elétrica, conforme prevê o artigo 155 do Código Penal Brasileiro.

Para o delegado, as fraudes têm causado um prejuízo muito grande não só para o Estado como àqueles que pagam corretamente suas faturas de energia. “Nós estamos agora nessa operação para identificar os consumidores que estão consumindo indevidamente energia sem o devido pagamento do consumo registrado e também para identificar os possíveis fraudadores”, ratifica Paulo Roberto.

Para atender o universo de mais de 2,5 milhões de clientes em todo o Maranhão, a Equatorial Maranhão compra energia elétrica das Geradoras e faz a distribuição em todo o Estado. Do total arrecadado, cerca de 10% da energia é furtada, ocasionando perda de faturamento da ordem de R$ 340 milhões por ano. Além de comprometer a segurança da população e a qualidade do fornecimento, essa perda de energia elétrica também interfere no orçamento para promoção de ações de manutenção, operação, expansão e modernização do sistema elétrico, e ainda contribuem para a composição tarifária da conta de energia.

Situações de suspeita de fraude ou furto de energia elétrica podem ser denunciadas pelo site da Equatorial Maranhão: www.equatorialenergia.com.br, ou pela Central de Atendimento 116 (ligação gratuita), sem necessidade de identificação por parte do denunciante. Depois de registrada a denúncia, a Equatorial Maranhão encaminhará equipes para as inspeções conforme prevê a legislação do setor elétrico.

Assessoria de Imprensa da Equatorial Maranhão

Comentar via FaceBook

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.