GeralTeresina

Prefeitura entregou mais de 13 milhões em obras de saúde em 2019

Em 2020, já foram entregues quatro Unidades Básicas de Saúde e um Centro de Atenção Psicossocial.

No ano passado, Teresina recebeu nove obras na área da saúde, entre Unidades Básicas de Saúde (UBS), Unidade de Pronto Atendimento (UPA), Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), reforma na sede do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e a nova sede do Laboratório Raul Bacellar. Somadas, as obras entregues pela Fundação Municipal de Saúde, representam um investimento de R$ 13,4 milhões.

Em 2020, já foram entregues quatro Unidades Básicas de Saúde e um Centro de Atenção Psicossocial. E nas próximas semanas serão entregues a Unidade Básica de Saúde Dagmar Mazza e a reforma do Hospital do Dirceu, totalizando quase 18 milhões.

Durante o ano de 2019, a capital recebeu novas sedes de cinco UBS, nos bairros Socopo, Redonda, Parque Piauí, Memorare e Teresina Sul. Construídas com recursos federais com contrapartida da FMS, as obras somadas custaram 4,9 milhões. “Estas UBS vieram para dar uma assistência de qualidade à população. É importante destacar que, em Teresina, as 90 UBS existentes já alcançaram cobertura de 100% da cidade e agora a Prefeitura dá novos passos para melhorar as estruturas físicas dessas unidades, trazendo mais conforto e comodidade aos usuários”, ressaltou o presidente da FMS, Charles Silveira.

As UBS são a porta de entrada para a saúde pública ao abrigar as equipes Estratégia Saúde da Família – que realizam trabalho preventivo junto à comunidade – e disponibilizam serviços básicos como vacinação e dispensação de medicamentos. Cinthia Maria, moradora do bairro Angelim, é uma paciente atendida pela nova sede da UBS Teresina Sul. Ela conta que a obra era uma expectativa da comunidade, que agora está satisfeita com a melhoria no conforto e atendimento. “Tenho criança em casa e sempre trago para receber vacina e ser atendida pelo médico. Era o que a gente estava precisando”, ressalta a dona de casa.

A saúde de Teresina recebeu ainda investimentos na área de exames laboratoriais, que passaram por um aprimoramento com a nova sede do Laboratório Raul Bacellar. O prédio comporta a estrutura modernizada do laboratório, que passou por automatização e informatização do seu processo de trabalho. Para a reforma do prédio, foi investido um total de R$ 1,7 milhão, oriundo de recursos próprios da Prefeitura de Teresina.

Já o atendimento de urgência ganhou novo reforço com a UPA Dr. Antônio Dib Tajra, que foi inaugurada em fevereiro e atende uma população estimada em 346.224 pessoas do bairro Satélite. Para sua construção, houve o investimento de R$ 5,5 milhões, dos quais R$ 2,5 milhões são oriundos do Governo Federal e R$ 2,9 milhões da Prefeitura de Teresina. A UPA do Satélite tem seis consultórios médicos, oito leitos de observação, sete leitos de estabilização e dois leitos de isolamento, para atendimento de acordo com o sistema de classificação de risco.

Na área de saúde mental, a zona Norte de Teresina ganhou uma nova sede para seu CAPS, que agora é qualificado como tipo III, com estrutura adequada para fazer o acolhimento noturno de usuários em crise. Sua estrutura mais ampla conta com quatro consultórios para atendimento individual, um consultório para atendimentos de enfermagem, uma sala de medicação, farmácia e repousos para usuários masculinos e femininos com banheiros adaptados. A obra custou mais de um milhão, com recursos federais e contrapartida da FMS.

Por fim, a central de regulação do SAMU municipal passou por mudanças estruturais e tecnológicas. O local, que acolhe os chamados do 192 e controla a frota de ambulância, agora conta com uma central de call center e passou a ter um sistema de telefonia digital, o que irá agilizar os atendimentos à população, entre outras melhorias. No processo, foram investidos R$ 268.756,57 em recursos próprios com contrapartida da FMS.

O presidente da FMS ressaltou que estas melhorias vêm para cumprir os principais objetivos da saúde pública, que são acolher, receber, tratar a dar dignidade às pessoas que precisam de seus serviços. “Quando inauguramos uma obra, estamos querendo dar à população de Teresina nosso testemunho de trabalho, compromisso e efetividade nas ações de políticas públicas na saúde. Queremos que nossos usuários sejam sempre bem acolhidos, por isso a FMS cuida da Atenção Básica em Saúde, Atenção Hospitalar e Saúde Mental. Nosso objetivo é estar presente em cada quadrante da cidade”, finaliza Charles Silveira.

 

Comentar via FaceBook

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.