Blog do RibinhaGeral

Professores cobram do prefeito Luciano e de sua tia pagamento de 1/3 de férias, aumento de salários e respeito

A reunião dos representantes do sindicato aconteceu ontem, 23.

pauta da reunião do sindicato com o prefeito e dona Sebastiana

Não foi nada amistosa a reunião de ontem, 23, entre o prefeito Luciano Leitoa, a secretária Sebastiana Veloso, da Educação e os representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação da Rede Pública Municipal – Sinterpum.

O sindicato levou aos gestores uma demanda que, vem sendo reclamada pela categoria, e que não vem sendo cumprida pelos gestores da Educação de Timon.

O primeiro ponto da pauta foi o pagamento do 1/3 de férias aos professores logo no final do ano letivo, o que não ocorreu em 2018 e foi alvo de noticiário negativo na mídia.

O sindicato também cobrou ao prefeito e sua tia, reajuste do piso para categoria dando inicio assim a campanha salarial de 2019.

No terceiro item da pauta, o Sinterpum cobra postura por parte de algumas diretoras de escolas e coordenadores da Semed no que diz respeito às relações desses gestores com os professores. A categoria reclama até de maus tratos por parte dos gestores.

No final da pauta, o sindicato reivindicou do governo a disponibilidade de mais dois servidores para ficar no sindicato.

Vale lembrar, que o Sinterpum é um dos sindicatos mais atuantes em Timon e tem conseguido “convencer” o governo atual de suas necessárias reivindicações mesmo que isso custe caro para os professores, que no ano passado tiveram que ficar com um aumento menor para categoria por força de decisão da presidente da época do Sinterpum que não quis contrariar acordos feitos com o governo atual.

Por conta dessa negociação de ganhar um reajuste do jeito que o governo propôs, o sindicato no final do ano de 2018 teve alguns dissabores. O 13º salários da categoria não foi depositado na conta na data dos anos anteriores e o 1/3 de férias também não foi depositado como sempre era acordado pelo gestores anteriores. (Veja a nota de repúdio do sindicato por conta dos atrasos)

Comentar via FaceBook

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.