GeralTeresina

Feriado da última sexta-feira (17) aponta isolamento social de 54% em Teresina

A Prefeitura havia antecipado o feriado do aniversário de Teresina, comemorado em 16 de agosto, para ontem com o objetivo de manter a população em casa, porém o resultado não foi o esperado.

A última sexta-feira (17) registrou índice de isolamento social de 54% em Teresina, um dos menores até agora, ficando atrás apenas da segunda e quarta-feira desta semana, que registraram 48%. A Prefeitura havia antecipado o feriado do aniversário de Teresina, comemorado em 16 de agosto, para ontem com o objetivo de manter a população em casa, porém o resultado não foi o esperado.

Os dados do isolamento figuram bem abaixo de 73%, que é o percentual mínimo recomendado para diminuir a disseminação do novo coronavírus na cidade de acordo com especialistas. Os baixos índices apontam que, mesmo com as medidas restritivas adotadas pela Prefeitura sob recomendações de autoridades da saúde, as pessoas continuam saindo de casa.

O prefeito Firmino Filho também decretou ponto facultativo na próxima segunda-feira (20), data que antecede o feriado de Tiradentes, comemorado em 21 de abril. Com esta medida, espera-se que a população fique em casa, evitando a circulação pela cidade e reduzindo ao máximo possível a disseminação da Covid-19.

“Entendemos que o isolamento social é a arma mais eficaz para combater o avanço do novo coronavírus. O vírus já está circulando de forma comunitária em Teresina, chegando a todas as regiões da cidade, ao mesmo tempo em que os índices de isolamento social estão caindo. Isso é muito preocupante, por isso precisamos adotar medidas para fazer a população ficar em casa”, aponta o prefeito.

Os índices de isolamento são observados diariamente através de um sistema de georreferenciamento da startup recifense InLoco, que atua em parceria com a Prefeitura de Teresina, monitorando a localização de 217 mil celulares na cidade. A empresa também utiliza ferramentas de marketing para enviar alertas para aparelhos das pessoas que moram nas regiões que mais vêm descumprindo o isolamento social.

Comentar via FaceBook

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.